Ex-ministro da Saúde, general Pazuello é transferido para cargo na Secretaria-geral do Exército

O general Eduardo Pazuello ficou dez meses à frente do Ministério da Saúde (maio de 2020 a março de 2021).

blank
Presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello — Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente da República, Jair Bolsonaro transferiu nesta sexta-feira (23) o general de divisão, Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, da 12ª Região Militar para um cargo na Secretaria-geral do Exército. O ato foi publicado no “Diário Oficial da União”.

Entre outras funções, cabe à Secretaria-geral preparar as reuniões do Alto Comando do Exército; conduzir o processo de concessão de medalhas; regular o Cerimonial Militar; assessorar o comandante do Exército.

Questionado nesta sobre a transferência, o vice-presidente Hamilton Mourão respondeu: “O camarada, quando não tem função específica, fica adido. Então, a Secretaria-geral é um órgão subordinado diretamente ao comandante, então, ele fica adido à Secretaria para receber missões eventuais do comandante. Agora no mês de julho tem promoções no Exército e movimentação de general. Aí, provavelmente, o Pazuello será movimentado para algum lugar”.

Publicação no'Diário Oficial' sobre a condução de Eduardo Pazuello para a Secretaria-Geral do Exército — Foto: Reprodução
Publicação no ‘Diário Oficial’ sobre a condução de Eduardo Pazuello para a Secretaria-Geral do Exército — Foto: Reprodução

Ex-secretário-executivo de Pazuello também é transferido

blank
Élcio Franco, ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde — Foto: Reprodução/GloboNews

O “Diário Oficial da União” também publicou nesta sexta-feira (23) a nomeação de Élcio Franco, ex-secretário-executivo de Pazuello, no cargo de assessor especial da Casa Civil. A pasta é atualmente chefiada pelo ministro Luiz Eduardo Ramos, general da reserva do Exército. Ramos comandava a Secretaria de Governo antes de assumir a Casa Civil, em 30 de março.

  • Com informações do G1