Exército apoia identificação de crime ambiental em Lábrea (AM)

blank

No período de 13 a 17 de agosto, o Exército Brasileiro, por meio do Comando de Fronteira Acre/ 4º Batalhão de Infantaria de Selva (Cmdo Fron AC/4°BIS), ocupou uma base no município de Lábrea (AM) para apoiar o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) na fiscalização e combate a crimes ambientais. Na ação, foram identificados cerca de 12 mil hectares em áreas danificadas e lavradas redundando em multas que somam R$ 120 milhões. As ações aconteceram no contexto da Operação Samaúma.

Operação
No primeiro dia, foram identificadas áreas danificadas de aproximadamente 4 mil hectares com 80 km de ramais abertos ilegalmente. Vários tipos de madeira foram apreendidos e inutilizados. Após identificação do infrator da exploração ilegal de madeira, foi lavrada multa no valor de R$ 40 milhões. Já no segundo dia de operação, foi constatada área estimada danificada de 7,9 mil hectares, com 69 km de ramais abertos ilegalmente. Identificado o infrator, foi lavrada multa no valor aproximado de R$ 80 milhões.

Também foram realizadas incursões no interior da Floresta Nacional do Iquiri. Na ação, foram identificadas pontes clandestinas instaladas sobre o Rio Iquiri, onde foram constatados ramais de forma ilícita no interior da unidade de conservação, para exploração e furto de madeira. No último dia, foi realizada a destruição das pontes sobre o Rio Iquiri com apoio do 5° Batalhão de Engenharia de Construção e do ICMBIO.

Fonte:Cmdo_FronAC/4°BIS