Exército Árabe Sírio (SAA) encontra grande depósito de armas e munições de rebeldes

O Exército Árabe Sírio (SAA)* descobriu um grande depósito de armas e munições durante uma operação nesse final de semana na região sul do país, informou a Agência de Notícias Árabe Síria (SANA) nesse domingo 4 de agosto.

O SAA declarou que em uma operação de busca por rebeldes enclausurados na região, vasculharam as aldeias libertadas na região sul, a fim de protegê-las e assegurar o retorno seguro dos moradores locais a suas casas, e durante essas buscas, um depósito de munição dos combatentes remanescentes dos grupos terroristas foi descoberto”…

 

Os depósitos continham grandes quantidades de armas leves, artilharia leve e respectivas munições, incluindo:

– Um lançador de mísseis guiados antitanque TOW (ATGM) de fabricação americana, junto com três mísseis operacionais;
– Dois ATGM Konkurs 9M113 de fabicação soviética;
– Um ATGM Fagot 9K111 de fabricação soviética;
– Um sistema de defesa aérea portátil MANPAD Strela-2 fabricado na União Soviética;
– Um pequeno drone DJI Phantom 4 equipado com uma câmera de imagem térmica militar de fabricação americana.

 

De acordo com documentos encontrados no local, a maioria dessas armas e equipamentos foi fornecida pelo governo americano (administração Obama) como parte de uma operação secreta para treinar e equipar grupos anti-governo Assad na Síria. A operação, codinome “Timber Sycamore”, foi autorizada pelo ex-presidente dos EUA, Barack Obama, em 2013. Essa operação foi suspensa pelo Presidente Donald Trump em uma de suas primeiras medidas para evitar o armamento indevido de terroristas do ISIS e forças não alinhadas envolvidas no conflito.
Também de acordo com declarações dos militares do governo sìrio, foram encontrados muitos documentos com planejamentos de ataques contra forças internacionais presentes na região e contra posições israelenses na fronteira ocidental, o que poderia incentivar e justificar ataques israelenses contra posições sirias na região.

*Observação importante:O Exército Árabe Sírio (SAA), ramo das forças armadas sìrias leais ao governo do presidente Bashar el Assad, não devem ser confundidas com o “The Free Syrian Army – FSA”, um dos grupos que fazem oposição armada ao governo e que é acusado de dar suporte para combatentes do ISIS/Daesh na guerra civil ainda em curso na Sìria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações AFP, South Front Observers via redação Orbis Defense Europe.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below