Exército Brasileiro desloca mais de 3.000 militares e equipamentos para Amazônia

O deslocamento faz parte da Operação Amazônia, que visa simular ações de defesa da soberania da Amazônia brasileira

O Exército Brasileiro (EB) está realizando desde o dia 4 de setembro, a Operação Amazônia, que é um grade exercício militar e conta com cerca de 3,6 mil militares na região de Manaus (AM). O objetivo do adestramento é simular ações de defesa da soberania da Amazônia brasileira, e terminará no próximo dia 23.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhou nesta terça-feira (15) disparos do sistema Astros, que foram deslocados de Formosa (GO) até a região da Amazônia, o que mostra a capacidade de concentração estratégica dos meios do EB.

“É uma operação de vulto que está integrando cerca de 3.600 homens do nosso Exército brasileiro, apoiado pela Marinha do Brasil e pela Força Aérea”, disse Azevedo.

O governo Federal e outros integrantes do Executivo têm feito publicamente uma defesa enfática da soberania da Amazônia desde o início do governo em meio a pressões internacionais por uma melhor gestão da floresta amazônica ante o aumento do desmatamento e das queimadas na região.

Militares das Forças Armadas também foram deslocados para a região para ajudar a combater crimes ambientais. No entanto, os incêndios na floresta se agravaram em setembro, segundo dados de satélite.

Além disso, embora o desmatamento tenha caído em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, a devastação da Amazônia permanece em patamares elevados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Defesa, Fotos: Exército Brasileiro


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail