Exército indiano prestes a receber o 1º lote de obuseiros autopropulsados K-9 Vajra-T

O Exército Indiano, planeja modernizar a sua artilharia, onde será substituída todas as suas peças de artilharia por uma variedade de peças 155 mm/52, a um custo estimado em mais de U$S 6 bilhões (R$ 22,2 bilhões) até 2025. De acordo com a ministra da Defesa da Índia, Nirmala Sitharaman, a entrega do primeiro lote de sistemas de artilharia autopropulsada K9 Vajra-T para o Exército indiano será dia 9 de novembro.

O general do Exército indiano, Bipin Rawat, que foi a pessoa responsável deste programa de modernização, acompanhará a ministra na cerimônia de entrega. Em abril do ano passado, a empresa de defesa indiana L&T entrou formalmente em uma cooperação, avaliada em U$S 710 milhões, com a empresa sul-coreana Hanwha Techwin para o segundo grande negócio de armas de artilharia da Índia depois da cooperação entre a BAE Systems e a Mahindra para a construção de obuseiros leves M777.

K9 Thunder, do Exército Sul Coreano

O K-9 Vajra-T é um obuseiro autopropulsado 155 mm/52, é uma versão do K9 Thunder modificado conforme o pedido da Índia. A arma tem 50% de produção nacional, que inclui o sistema de controle de fogo, corpo, torre, eletrônica, sistemas NBQ, autocarregadores, ar condicionado e sistemas de fogo direto. Porém, as partes cruciais da arma — o cano e a culatra — foram importadas da Coreia do Sul. O governo indiano encomendou também 114 obuseiros Dhanush, ao custo de U$S 2 bilhões (R$ 7,4 bilhões).

Além disso, a Índia pode vir à adotar em seu Exército, 145 obuseiros M777 155 mm/45 da BAE Systems, ao custo de U$S 750 milhões (R$ 2,8 bilhões). Este seria o primeiro lote de obuseiros entregues ao Exército Indiano em três décadas, visto que Nova Deli tinha revogado todos os planos de fornecimento de obuses depois do escândalo dos Bofors nos anos 1980. O acontecido se deu, quando altos funcionários do governo indiano, chefiado pelo Congresso Nacional Indiano, receberam propinas da fabricante de armas sueca AB Bofors em troca de um contrato de fornecimento de 400 obuseiros de 155 mm ao Exército indiano.
*Com informações de agências de notícias internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below