Exército Russo inicia testes de novo sistema de artilharia especial para operações no Ártico

Os veículos do sistema Magnolia. Foto via Russia MoD.

Google News

O “Magnolia” será primeiro sistema de artilharia autopropulsado capaz de realizar missões militares nas mais frias regiões do planeta.

A Rússia pretende terminar, até o final de 2022, os testes do novo “Magnolia”, sistema de artilharia autopropulsado para o Ártico com calibre de 120 mm. A data foi anunciada em comunicado da UralVagonZavod (UVZ), maior fábrica estatal russa de veículos blindados e tanques.

O sistema “Magnolia”, que poderá eliminar sistemas de defesa antiaérea inimigos em condições climáticas extremas e sob visibilidade zero, foi revelado pela primeira vez em meados de 2019, durante a exposição militar Army-2019.

A UVZ não divulgará as características técnicas e táticas completas do “Magnolia” antes de o sistema entrar na linha de produção, mas, segundo especialistas militares, a arma poderá eliminar alvos com projéteis de calibre de 120 mm a até 8,5 quilômetros de distância. Graças aos sistemas de navegação a laser e GPS mais avançados, o sistema pode determinar o local do alvo nas condições de tempestades de neve com visibilidade zero.

“A tripulação não precisa ver o alvo. Os militares podem inserir manualmente as coordenadas das unidades inimigas, recebidas da inteligência, e o Magnolia apontará automaticamente sua arma para o alvo”, explica o ex-coronel-general do exército russo, ex-comandante das Forças de Mísseis Estratégicos, Víktor Êssin.

Caso o sistema esteja armado com projéteis guiados, seu alcance efetivo aumentará para 10 km.

Segundo Êssin, a cadência de tiro do “Magnolia” é excelente, e o veículo pode disparar 10 projéteis por minuto.

O veículo combina as qualidades de combate de um morteiro e de um obus. O design da torre permite pontaria circular horizontal, enquanto a tripulação pode elevar o cano da arma para um ângulo entre 5 graus negativos e 80 graus positivos.

O veículo pesa 27,5 toneladas e pode levar até 10 toneladas de munições. O motor a diesel V-46-5C, de 800 cavalos de potência, pode atingir até 45 km/h.

Graças às lagartas, o veículo pode atravessar obstáculos na água a uma velocidade de 6 km/h e cobrir até 700 km sem reabastecimento.

Os veículos que integram o sistema Magnolia. Foto via Instituto de Pesquisa Burevestnik/Russian MoD.
  • Com informações do Ministry of Defense of Russian Federation e Russia Beyond via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: