Exército Venezuelano avança com blindados sobre a população

O confronto entre aliados e oposicionistas do governo venezuelano de Nicolás Maduro chegou ao ápice nesta terça-feira (30). Após chamado de Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional e autoproclamado presidente interino da Venezuela, parte da população saiu às ruas pedindo a saída de Maduro.

Militares reagiram e estão usando blindados para conter os manifestantes. Imagens gravadas nas ruas de Caracas mostram veículos militares nas ruas disparando jatos de água e avançando sobre a população, que reage com pedras e coquetéis molotov.

Segundo Guaidó, a frente oposicionista ganhou novos aliados entre os militares, por isso ele apelou por nova investida para colocar fim na “usurpação”, como classificou o governo. Ele está na Praça Altamira, em Caracas.

Guaidó está acompanhado de Leopoldo López, um dos principais opositores de Maduro que estava em prisão domiciliar até conseguir liberdade nesta terça-feira.

“O momento é agora! Os 24 estados do país assumiram um caminho: rua sem retorno. O futuro é nosso: povo e Forças Armadas unidos pelo fim da usurpação”, afirmou em redes sociais.

Já Maduro disse que tem lealdade das Forças Armadas venezuelanas. “Nervos de Aço! Conversei com os comandantes de todas as Regiões de Defesa Integral e Zonas de Defesa Integral do país, que me manifestaram sua total lealdade ao povo, à Constitução e à Pátria.

Convoco à máxima mobilização popular para assegurar a vitória da paz. Venceremos!”, publicou em rede social. Ele está no Palácio de Miraflores cercado de forte esquema de segurança.

Brasil

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro, disse que o País acompanha com atenção a situação na Venezuela. Ele reafirmou o seu apoio na “transição democrática que se processa no país vizinho”. “O Brasil está ao lado do povo da Venezuela, do presidente Juan Guaidó e da liberdade dos venezuelanos”, disse.

Nesta tarde, o porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, emitiu nota em nome do Governo brasileiro. Confira o texto:

1. O Brasil acompanha com grande atenção a situação na Venezuela e reafirma o irrestrito apoio ao seu povo que luta bravamente por democracia.

2. Exortamos todos os países, identificados com os ideais de liberdade, para que se coloquem ao lado do Presidente Encarregado Juan Guaidó na busca de uma solução que ponha fim na ditadura de Maduro, bem como restabeleça a normalidade institucional na Venezuela.

  • Com informações de agências de notícias internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below