Fiscalização na fronteira: Exército Brasileiro enfrenta noite, trilhas e perigo contra criminosos

A fiscalização na fronteira ocorre todos os dias do ano, mas nesta fase da Operação Ágata, o trabalho foi intensificado em pontos considerados mais críticos

blank

Google News

A fiscalização do Exército Brasileiro (EB) na fronteira com o Paraguai é fundamental para impedir a atuação de contrabandistas e traficantes. Os criminosos costumam agir na calada na noite para burlar as patrulhas e entrar com drogas e produtos ilegais no Brasil.

Cerca de 800 soldados do EB foram deslocados para auxiliar as demais forças de segurança, como a Policia Rodoviaria Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e a Receita Federal (RF).

As missões são definidas em uma base provisória montada em Pato Bragado, município de apenas 5 mil habitantes no oeste do Paraná. É um trabalho de inteligência para a distribuição das tropas em toda a faixa de fronteira.

Nos últimos dois anos, o reforço das tropas na fronteira do Brasil com o Paraguai ajudou a aumentar as apreensões de drogas, produtos contrabandeados e armas na região. Em 2020 foram 66 toneladas de cigarros apreendidos, 15 vezes mais do que em 2019.

Na Ponte Ayrton Senna, que fica sobre o Rio Paraná e liga o estado ao Mato Grosso do Sul, o trabalho é rigoroso e estratégico. O local, que fica à beira da fronteira com o Paraguai, é considerado um corredor para o crime organizado. Além do EB, a fiscalização conta com o apoio do batalhão de polícia de fronteira.

Além das pontes, os bloqueios também ocorrem em rodovias secundárias, inclusive com a ajuda de drones. E ao anoitecer, o trabalho fica mais ainda mais perigoso e desafiador. A escuridão é uma aliada dos traficantes e contrabandistas, especialmente em estradas rurais que cortam a região.

Na região de Guaíra, os criminosos aproveitam a escuridão para descarregar mercadorias e drogas em portos clandestinos ao longo do rio Paraná e do Lago de Itaipu. A PF e o EB escavam grandes buracos ao longo das trilhas para tentar impedir que os locais sejam utilizados novamente.

  • Com informações do Jornal da Band (18/03/21)


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: