Força Aérea Brasileira celebra Dia da Aviação de Caça

Foi realizada no dia 17 de abril cerimônia alusiva ao Dia da Aviação de Caça (22/04). A solenidade que ocorreu na Ala 12, Rio de Janeiro, contou com à presença do comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, de oficiais-generais do Alto-Comando e de demais oficiais e integrantes de unidades da Força Aérea Brasileira (FAB), além de convidados civis.

A tradicional ‘Cerimônia do P-47’ em homenagem aos militares que morreram no combate foi realizada em frente ao túmulo do brigadeiro do Ar Nero Moura, eterno comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA) durante a campanha na Itália.

Foto: cabo Feitosa/Cecomsaer

Os nomes dos pilotos mortos durante a guerra foram lidos durante à salva de tiros e o comandante da Aeronáutica, acompanhado do veterano major Especialista João Rodrigues Filho, hoje com 96 anos, depositou flores no túmulo do brigadeiro Nero Moura. O veterano também hasteou a “Flâmula do Jambock”, utilizada nos acampamentos na Itália durante o conflito.

O tenente-brigadeiro Bermudez falou sobre a importância da homenagem. “A eles, que combateram com muito brio e representaram o Brasil nos céus da Itália, prestamos essa homenagem neste solo sagrado, a Base Aérea de Santa Cruz, hoje Ala 12. É motivo de muito orgulho continuar valorizando nossa história, mantendo nossas tradições”, disse o Comandante.

Em seguida, foi realizado o desfile militar com a participação do efetivo de todas as unidades subordinadas à Guarnição de Santa Cruz e integrantes da ativa e da reserva da Aviação de Caça da FAB. Foram entregues, ainda, premiações e condecorações individuais: Prêmio Pacau Magalhães Motta, Medalha Mérito Operacional brigadeiro Nero Moura e Medalha Eduardo Gomes – Aplicação e Estudo.

Foto: cabo Feitosa/Cecomsaer

O Comandante de Preparo (COMPREP), tenente-brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, falou sobre o futuro da Aviação de Caça, que receberá, em 2021, as primeiras unidades de sua nova aeronave, o F-39 Gripen.

“A chegada do Gripen na FAB vai trazer uma grande revolução não só tecnológica, mas doutrinária: nós vamos ter que repensar a forma de preparar os pilotos desde a sua saída da Academia até alcançar o degrau máximo da Aviação de Caça, que é o Gripen. Ele vai nos fazer repensar a forma de utilização do poder aéreo brasileiro”, disse.

As entregas efetivas das novas aeronaves operacionais para a FAB devem iniciar em 2021 e serão operadas por unidades aéreas a partir da Ala 2, em Anápolis (GO). Os pilotos brasileiros efetuarão o treinamento na Suécia a partir de 2020. O primeiro voo do protótipo da versão brasileira da aeronave deve ocorrer ainda em 2019, na Suécia.

O Dia da Aviação de Caça é celebrado em 22 de abril em alusão à mesma data em 1945, quando uma grande ofensiva do 1º GAVCA contabilizou 44 decolagens em 11 missões em um único dia. Ao todo, o Grupo destruiu mais de 100 alvos. Foi o maior número de missões de combate despachadas em um mesmo dia durante a participação da FAB na Segunda Guerra Mundial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: CECOMSAER Fotos: Cabo André Feitosa/CECOMSAER



3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below