Força Aérea Brasileira realiza encerramento do Curso de Busca e Salvamento

No dia 10 de outubro o comandante da Ala 5, Brigadeiro do Ar Augusto Cesar Abreu dos Santos, presidiu cerimônia alusiva ao encerramento do Curso de Busca e Salvamento (CBS) 2019, em Campo Grande (MS).

A solenidade marcou a entrega do gorro laranja e do brevê que simbolizam a atividade de Busca e Salvamento. Conhecido tradicionalmente como Curso SAR (do inglês, Search and Rescue), o CBS tem por finalidade preparar, técnica e profissionalmente, os militares para o cumprimento das ações de Busca e Salvamento e Busca e Salvamento em Combate.

Concluíram o curso 36 militares de diversas especialidades e Unidades da Força Aérea Brasileira (FAB), além de um militar da Marinha do Brasil (MB). Durante a cerimônia, foi realizado o juramento SAR pelos formandos, e a homenagem ao Sargento Pedro Henrique Pereira da Silva Benevides, que foi o Aluno Destaque.

O Capitão de Infantaria Bruno Casas do Nascimento, um dos concludentes do curso, ressaltou a amplitude de utilização dos conhecimentos adquiridos em diversas áreas. “Acho a missão de Busca e Salvamento muito nobre.

Com os conhecimentos adquiridos durante o curso, além de resgatar vidas que é a função primordial, vou poder utilizá-los nas instruções de formação dos cadetes, pois sirvo atualmente na Academia da Fora Aérea [AFA]. Para mim, foi um sonho que consegui concretizar”, enfatizou.

O Comandante do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), Tenente-Coronel de Infantaria Igor Costa Cabral, parabenizou os militares pela conclusão do curso.

“A partir de hoje, os senhores mudarão suas vidas, a forma de olhar uma decolagem, a forma de esperar pelo retorno de amigos ou desconhecidos, e irão dedicar de maneira única sua vida em prol de outros, apenas pela nobre missão de salvar”, destacou.

O curso tem a duração de, aproximadamente, três meses e possui diversas instruções desenvolvidas em ambiente de montanha, selva e mar, entre outras.

Para o pleno desenvolvimento dessas fases em todo o Brasil, o CBS contou com o apoio de diversas Unidades da FAB, como: Ala 12, Ala 8, Esquadrão Hárpia (7°/8° GAV), Esquadrão Puma (3°/8° GAV), AFA, e os Grupamentos de Apoio de Pirassununga (GAP-YS), dos Afonsos (GAP-AF) e de Manaus (GAP-MN).

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Com informações do Cecomsaer, Fotos: Soldado Avalhaes / Soldado Azuaga


2 COMENTÁRIOS

  1. Lendo essa reportagem, retorno ao ano de 1996 quando concluí esse mesmo Curso no Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), o nosso querido e mundialmente conhecido “ParaSAR”, então baseado no seu antigo prédio na Base Aérea dos Afonsos-RJ. Foram 13 semanas intensas de muito conhecimento e aprendizado. O Cel. Leite que aparece em uma das fotos era o S-3 do Esquadrão à época. Ele tbm ainda tinha cabelos! Rsrsrsrs
    Como diz a reportagem, nunca mais vi uma decolagem, uma aterrissagem, uma única aeronave em vôo da mesma forma de antes. Hoje sou sabedor de tudo que envolve para uma aeronave se deslocar de um ponto a outro e todos os riscos envolvidos! E toda vez que vejo uma, seja no ar ou ainda em solo, peço a Deus que chegue ao seu destino em segurança!
    Ouvi certa feita uma frase de um Instrutor “Quem salva é Deus, nós apenas resgatamos!”. E é a mais pura verdade, ainda que possamos ser usados como seu instrumento de salvação em algumas ocasiões!
    Parabéns, aos novos “Resgateiros” e estejam cientes que sua missão começa agora!
    “NOSSA LIDA, VOSSA VIDA!”
    “PARA QUE OUTROS POSSAM VIVER”

    FÁBIO G. MACHADO
    Suboficial Fuzileiro Naval (RM1)
    Aluno 17 – T-I/96

  2. Grande 17, Suboficial Fábio! É um grande prazer ler suas memórias desse valoroso curso em 96, do qual éramos 05 Fuzileiros Navais naquele turno, no qual eu era o 15. De lá pra cá se passaram 23 anos, mas a lembrança de todos aqueles momentos nos fazem reviver e vibrar como se fosse hoje. Parabenizo a todos os formandos, em especial o guerreiro do Grupo de Busca e Salvamento do Comando da Força Aeronaval(GSAR), núcleo de busca e salvamento da Marinha que ajudei a criar. Também congratulo-me com a equipe de instrutores e o emblemático ParaSar!
    A missão é muito nobre e a ela se dedicam os homens de coragem e desprendimento.
    “NOSSA LIDA, NOSSA VIDA!”
    “PARA QUE OUTROS POSSAM VIVER!”
    Capitão de Corveta (RM1-T) Jessé Moreira da Silva Junior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below