Forças Armadas coordenam ações diárias no combate à Covid-19

Google News


Brasília (DF), 24/02/2021 –
De transporte de pacientes e oxigênio à desinfecção de locais públicos, as Forças Armadas prosseguiram as ações de combate à pandemia, na terça-feira (23) e nesta quarta-feira (24).

Nesta quarta-feira (24), um tanque com 90 mil metros cúbicos de oxigênio foi enviado de Belém para o município Santarém, no Pará, para abastecer hospitais da região. Sob escolta do Navio-Patrulha “Pampeiro”, da Marinha, a balsa com o equipamento percorrerá 833 km e tem chegada prevista para 28 de fevereiro. A operação é supervisionada pelo Comando do 4º Distrito Naval, situado na capital paraense.

20210224-UsinaSt.Antonio.jpeg

No dia anterior, o município de Santo Antônio do Içá, no Amazonas, recebeu uma usina capaz de produzir 20 m³ de oxigênio por hora. O equipamento foi transportado de Tabatinga, também no Amazonas, pela balsa Ferry Boat Fênix, e chegou ao destino com o apoio do Comando do 9º Distrito Naval da Marinha, da Capitania Fluvial de Tabatinga (CFT) e da Sociedade Amigos da Marinha do Alto Solimões.

Em outra frente, o Exército iniciou, na terça-feira (23), ações de descontaminação de locais públicos do município de Araraquara, em São Paulo. A desinfecção prosseguirá até 28 de fevereiro em unidades de pronto-atendimento, hospitais e locais de grande circulação de pessoas. A operação ocorre por intermédio do 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado, integrante do Comando Conjunto Sudeste, sediado na região paulista.

20210224-Descontaminação.png

Também para minimizar impactos no sistema de saúde, sete pacientes da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) foram transferidas para o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Rio de Janeiro, na terça-feira (23). Ao todo, 23 pessoas em tratamento contra o câncer foram encaminhadas para o estado carioca em aeronaves da Força Aérea Brasileira.

Até o momento, como resultado do empenho militar, foram transportados 5.523 cilindros de oxigênio e 806 tanques, além de 40 usinas de produção do insumo. Os locais públicos descontaminados somam mais de 8,3 mil em todo o território nacional e as operações para remoção de pessoas com Covid-19 e câncer beneficiaram 725 pacientes transportados entre estados brasileiros.

Operação Covid-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Por meio da Diretriz Ministerial de Execução nº 07/2020, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Por Viviane Oliveira
Fotos: Divulgação

Saiba mais:
Forças Armadas viabilizam vacinação de aproximadamente 240 mil indígenas
Operação Covid-19 completa 11 meses de combate ao novo coronavírus
Militares transportam três usinas de oxigênio por rios do Amazonas para atender população do interior do estado

Confira os destaques da semana:


Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)

Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

 




Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here