Forças Armadas distribuem pelo País lotes de vacinas contra a Covid-19, em apoio ao Ministério da Saúde

blank


Manaus (AM), 19/01/2021
– A esperança chega por aviões da Força Aérea Brasileira, a FAB. Nesta terça-feira (19), mil doses de vacinas contra o novo coronavírus estão a caminho de Tabatinga, município do Amazonas. Os imunizantes serão aplicados em indígenas da comunidade Umariaçu I, de etnia ticuna, no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Solimões. Esse lote faz parte da carga para atender a Região Norte, que seguiu a bordo do cargueiro Hércules C-130, na segunda-feira (18). A aeronave partiu de Brasília e seguiu para a capital amazonense.

De lá, a aeronave seguiu para fazer novas entregas nas capitais de Roraima e de Rondônia, Boa Vista e Porto Velho, respectivamente. Já os imunizantes encaminhados para Tabatinga e também para a capital do Amapá, Macapá, foram transferidos para aviões C-97, também da FAB.

MD_NOTICIAS_20200119_NOT01_FOT01.png

O início da vacinação na comunidade Umariaçu I tem início nesta terça-feira e será acompanhada por profissionais da imprensa. Receberão a primeira dose do imunizante profissionais de saúde e indígenas acima de 18 anos, em sua maioria da etnia Ticuna. Tabatinga integra a Tríplice Fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia.

Antes do embarque, em Brasília, o porta-voz do Ministério da Defesa, Almirante Carlos Chagas, enfatiza que historicamente, Marinha, Exército e Aeronáutica estão à frente de campanhas de vacinação. “O esforço é grande. Nós, nesse primeiro momento, estamos atingindo 11 capitais brasileiras. Isso demonstra o comprometimento das Forças Armadas com a população brasileira”, destacou. Esse apoio ocorre, conforme o Plano Nacional de Vacinação, que determina a cooperação do Ministério da Defesa com o Ministério da Saúde na distribuição de vacinas.

O Secretário de Pessoal, Ensino e Desporto do Ministério da Defesa, General Manoel Pafiadache, explica que a Defesa apoia a Saúde com logística, comando e controle e segurança. “Atuamos, por solicitação da Saúde, alcançando comunidades indígenas de difícil acesso”, falou.

O assessor técnico da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Alexandre Nogueira, ressaltou a importância do apoio do Ministério da Defesa ao Ministério da Saúde. “É fundamental para que a gente atinja as populações indígenas que moram em locais distantes”, pontuou.

blank

Por Mariana Alvarenga, editado por Margareth Lourenço
Fotos: Divulgação 

Confira os destaques da semana:

Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071 


blank

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here