Forças Armadas podem ficar na Amazônia até o fim de 2022, diz Mourão

blank

Nesta última quarta-feira (15), o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que o governo federal pode manter as Forças Armadas na Amazônia até o final de 2022.

O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) começou em 2019 e voltou em maio deste ano com a operação Verde Brasil 2. O objetivo da ação é coibir a prática de crimes ambientais na região.

“A operação é uma medida urgente, mas não é um esforço isolado. Temos o planejamento para manter a GLO, se necessário, até o final do atual mandado Presidencial, em 31 de dezembro de 2022”, afirmou Mourão.

“Como se não bastasse o prejuízo natural brasileiro, os crimes ambientais deixam nosso país vulnerável a campanhas difamatórias, abrindo caminho para que interesses protecionistas levantem barreiras comerciais injustificáveis contra as exportações do agronegócio”, completou.

  • Com agências nacionais