Forças militares francesas matam líder da Al Qaeda do Norte da África

O ministro das Forças Armadas da França, Florence Parly, afirmou nesta sexta-feira (5) que militares franceses mataram Abdelmalek Droukdel, chefe da Al Qaeda no norte da África, durante uma operação no Mali.

A ação, realizada no dia 03 de junho, contou com o apoio de forças locais aliadas da França e matou também vários colaboradores próximos a Droukdel. Procurado há mais de sete anos, o terrorista era um importante combatente islâmico.

Droukdel estava entre os militantes mais experientes do norte da África e participou da tomada do norte do Mali. Suas forças foram expulsas por uma intervenção militar francesa em 2013, o que dispersou os combatentes pela região do Sahel.

Acredita-se que o terrorista estivesse escondido nas montanhas do norte da Argélia. O grupo opera no norte do Mali, no Níger, na Mauritânia e na Argélia. A Al Qaeda do Norte da África foi a força jihadista dominante na região, realizando vários ataques mortais até 2013.

Naquele ano, perdeu muitos de seus integrantes para o grupo terrorista Estado Islâmico, que estava tomando territórios no Iraque, na Síria e na Líbia. Parly disse que as tropas francesas, que somam cerca de 5.100 na região, também capturaram em 19 de maio o combatente Mohamed el Mrabat, descrito por Paris como um militante veterano na região e membro do Estado Islâmico.

  • Com agências internacionais