Funcionários da Airbus são investigados por espionagem militar na Alemanha

Funcionários da empresa Airbus, estão sendo investigados, de como tiveram acesso a documentos militares confidenciais na mais recente das séries de escândalos junto a gigante aeroespacial.

Promotores de Munique “estão investigando 17 suspeitos nomeados e outros até agora desconhecidos por revelar ou incitar a revelar segredos comerciais e empresariais”, disseram os investigadores à AFP. A Airbus, em comunicado, emitido nesta quarta-feira (18) revela que havia se reportado às autoridades.

“Alguns de nossos funcionários tinham documentos que não deveriam ter”, disse uma fonte da Airbus. Os documentos confidenciais são de dois projetos de planejamento de compras militares. Em cooperação com os promotores, o Ministério da Defesa está “esclarecendo que tipo de documentos estão envolvidos”, disse o porta-voz, tenente-coronel Lars Ebinger.

Os funcionários da Airbus em questão estavam na Program Line Communications, Intelligence and Security (CIS), com sede em Munique, que lida com segurança cibernética e atividades relacionadas.

Em seu comunicado, a empresa afirma ter “declarado às autoridades alemãs possíveis irregularidades de vários funcionários em relação a determinados documentos de clientes ligados a dois futuros projetos de compras alemãs” tratados pela CIS.

  • Com agências internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below