Fundação Ezute lança livro ‘Fundação Ezute na Era da Soberania’, que conta trajetória da organização

Da Esq para Dir: Dailson Mendes, Delfim Ossamu Miyamaru, Tarcisio Takashi Muta, Gen. Ex. Sinclair Mayer e Almirante de Esquadra Júlio Soares de Moura Neto

A Fundação Ezute lançou no dia 3 de abril, durante a Feira Internacional de defesa LAAD Defence & Security 2019, o livro “Fundação Ezute na Era da Soberania”, que conta a trajetória da organização em seus 22 anos de atividades.

Durante o lançamento da publicação, o presidente do Conselho de Administração da Fundação, Tarcísio Takashi Muta, contou sobre a criação da organização, em 1997, as mudanças de posicionamento desde então e os desafios que a Ezute enfrenta na atualidade.

“A Fundação foi criada para ser a integradora do projeto SIVAM – Sistema de Vigilância da Amazônia, e desde essa época tínhamos como modelo estruturas americanas como a Mitre Corporation, fundada em 1958, e a Rand Corporation, criada no pós-guerra em 1948, duas instituições sem fins lucrativos e parceiras do governo dos EUA na área de Defesa para o desenvolvimento de tecnologias”, explicou Takashi.

A Fundação nasceu espelhada nestes modelos e com três posicionamentos: desenvolvedora de tecnologias críticas; defensora da soberania brasileira; e impulsionadora da autonomia tecnológica nacional.

Em seu discurso, o conselheiro também mencionou a mudança da marca, de Fundação Atech para Fundação Ezute, em 2013. “A partir daí, passamos a nos posicionar como parceira do governo na idealização de projetos importantes e de interesse do estado brasileiro, alinhados com o modelo norte-americano da Mitre Corp.”

Os convidados para o coquetel de lançamento do livro souberam, pela abordagem de Takashi, que a publicação cita também alguns desafios da atualidade. “Precisamos de uma legislação que reconheça uma entidade como a nossa, sem fins lucrativos e privada, como parceira do governo na formulação de soluções de interesse do estado. Podemos dar enorme contribuição ao governo discutindo em parceria o desenvolvimento de programas estratégicos”, defendeu o executivo.

Sobre a Fundação Ezute

Organização privada sem fins lucrativos que tem como missão contribuir para a transformação das organizações brasileiras, especialmente as públicas. Apoia todo o ciclo de vida de programas e projetos, voltados sobretudo às áreas de defesa, saúde, meio ambiente, segurança pública, mobilidade urbana e parcerias público-privadas (PPPs). Desempenha o papel de honest broker, atuando como mediador isento e livre de conflitos de interesse em iniciativas que envolvem governo, empresa, academia e sociedade.

Participa de projetos de alta complexidade e grande expressão nacional, entre eles o Sistema de Vigilância da Amazônia (SIVAM), da FAB; o Sistema de Monitoramento da Amazônia Azul (SisGAAz), o Programa de Míssil Antinavio (MANSUP) e o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), da Marinha; e os sistemas integrados de Gestão da Saúde (SIGA-SAÚDE) e de Bilhete Único, ambos do Município de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here