General americano alerta intenção da China em querer construir base naval na costa atlântica da África

O militar, chefe do Comando dos EUA na África, afirma que o gigante asiático mantém relações estreitas com diversos países da região com o objetivo de realizar suas pretensões

blank

A existência de uma “ameaça crescente da China” poderia se manifestar em suas aspirações de construir uma base naval no litoral africano. Esta é a opinião do general do Exército dos EUA, Stephen Townsend, que expressou sua preocupação a respeito em uma entrevista à agência Associated Press, informa ao jornal russo RT.

Townsend afirma que o gigante asiático está em estreito contato com os países daquela região, que se estendem da Mauritânia ao sul da Namíbia, na busca pela implantação de um porto naval capaz de receber submarinos ou porta-aviões. Até agora, no entanto, essas intenções não se concretizaram.

“Eles estão procurando um lugar onde possam rearmar e consertar navios de guerra. Isso se torna militarmente útil em um conflito (…) Eles estão voltando seu olhar para a costa do Atlântico e querem ter uma base lá sim”, enfatizou.

O chefe do Comando dos EUA na África (AFRICOM) acrescentou que a China “está superando os EUA em alguns países” no continente. O general afirmou ainda que Pequim tenta também instalar uma base naval na Tanzânia, ou seja, na costa oriental da África, ideia que ainda não se concretizou.

  • Com agências internacionais