Governador do Rio de Janeiro confirma abertura de edital para concurso da Policia Militar em Janeiro

Google News

O governador do Estado Rio de Janeiro, Wilson Witzel, confirmou a abertura de novo edital em 2020, para concurso público de admissão a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ).

Durante entrevista na coletiva de imprensa no dia 29 de novembro, o governador adiantou que o edital deve ser publicado em janeiro de 2020, ofertando 2 mil vagas para soldados.

O governador, no lançamento do programa ‘Barra Presente’, revelou que o novo edital já teve o aval do subsecretário geral da Polícia Militar, coronel Márcio Basílio.

“O coronel Basílio já me adiantou que não só serão chamados (remanescentes do concurso de 2014) para prestar o serviço como também lançaremos o edital para o ano que vem para mais 2 mil novos policiais. É o nosso compromisso de recompor a Polícia Militar”, disse Witzel.

O Concurso 

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter idade compreendida de 18 e 30 anos até a data limite do período de inscrição; ter concluído o Ensino Médio ou estar concluindo, de forma que esteja concluso até a data prevista em edital para a fase de Pesquisa Social; possuir carteira Nacional de Habilitação (CNH), exceto somente Categoria “A”; e para candidatos do sexo masculino, ter altura mínima de 1,65m; e para candidatos do sexo feminino, ter altura mínima de 1,60m.

Último concurso teve 6 mil vagas

O último concurso da PMERJ foi divulgado em 2014, quando contou com nada menos que 6 mil vagas para Soldado, sendo 5.400 para os homens e 600 para as mulheres. A Exatus Promotores de Eventos e Consultoria coordenou o certame.

O concurso foi composto por Exame Intelectual, mediante a aplicação de prova objetiva e Redação, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da organizadora; Avaliação Psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; Exame Antropométrico de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Teste de Aptidão Física (TAF), de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exame Toxicológico, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exames Médicos, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; e Investigação Social e Documental, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ.

As provas objetivas foram aplicadas em Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Teresópolis e Volta Redonda.

Prova Objetiva

A prova objetiva contou com questões de Língua Portuguesa (10), Sociologia (05), Geografia (05), História (05), Legislação de Trânsito (05), Informática (05) e Direitos Humanos (05).

A Prova Objetiva de Múltipla Escolha foi composta de 40 questões distribuídas pelas disciplinas, sendo que cada questão contou com quatro alternativas com letras de A à D e com uma única resposta correta, totalizando um máximo de 40 pontos, conforme o quadro abaixo.

Foi  reprovado na Prova Objetiva de Múltipla Escolha e, consequentemente, eliminado do  concurso o candidato que não fez o mínimo de 40% (quarenta por cento) do total de pontos atribuídos nas disciplinas de: Sociologia, Geografia, História, Legislação de Trânsito, Informática e Direitos Humanos e o mínimo de 50% (cinquenta por cento) da disciplina de Língua Portuguesa, bem como obteve nota ZERO em qualquer disciplina.

  • Por: Saulo Moreira, Notícias Concursos


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: