Governador Wilson Witzel fala que vai abrir concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro

A Polícia Militar do Rio de Janeiro vai realizar concursos anuais para preenchimento de 2 mil vagas no cargo de Soldado. A confirmação veio no último sábado, 05 de janeiro, através do Governador do Estado, Wilson Witzel, durante entrevista coletiva. O Governador também assumiu o compromisso de convocar os aprovados no concurso de soldados da PM-RJ, divulgado em 2014. Hoje, mais de 3 mil candidatos aguardam a nomeação para matrícula no curso de formação. Witzel tinha uma ideia inicial de convocar todos os aprovados de forma imediata.

No entanto, o novo governador do RJ disse que o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap) não tem condições de absorver todos 3 mil policiais em formação, de uma vez.“Minha ideia era chamá-los de imediato, mas o Cefap não tem condições de absorver três mil novos policiais em formação. Então vamos aos poucos. Estamos em condições de chamar neste mês de janeiro 500 policiais. E todo ano faremos concurso público para dois mil policiais”, disse o governador em coletiva.

O Concurso PM RJ

Para concorrer a uma das vagas de Soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-RJ), o candidato deverá ter idade compreendida de 18 (dezoito) anos na data de matrícula e 30 (trinta) anos até a data limite do período de inscrição; ter concluído o Ensino Médio ou estar concluindo, de forma que esteja concluso até a data prevista em edital para a fase de Pesquisa Social; carteira Nacional de Habilitação (CNH), exceto somente Categoria “A”; e para candidatos do sexo masculino, ter altura mínima de 1,65m; e para candidatos do sexo feminino, ter altura mínima de 1,60m. Durante o curso, a remuneração inicial é de R$2.213,62. Após a formatura, o valor passa a ser de R$3.452,55.

Último concurso da PM-RJ foi divulgado com 6 mil vagas

O último concurso da Polícia Militar-RJ foi divulgado em 2014, quando contou com nada menos que 6 mil vagas para Soldado, sendo 5.400 para os homens e 600 para as mulheres. Desde então, somente 1.175 ingressaram na corporação em 2015. A Exatus Promotores de Eventos e Consultoria coordenou o certame. Em julho de 2017, o então governador Luiz Fernando Pezão autorizou a convocação de 1.381 aprovados do certame. As 800 primeiras chamadas foram realizadas entre os meses de julho e setembro.

O concurso da PM-RJ foi composto por Exame Intelectual, mediante a aplicação de prova objetiva e Redação, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da organizadora; Avaliação Psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; Exame Antropométrico de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Teste de Aptidão Física (TAF), de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exame Toxicológico, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exames Médicos, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; e Investigação Social e Documental, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ.

Prova Objetiva

A prova objetiva contou com questões de Língua Portuguesa (10), Sociologia (05), Geografia (05), História (05), Legislação de Trânsito (05), Informática (05) e Direitos Humanos (05). A Prova Objetiva de Múltipla Escolha foi  composta de 40 (quarenta) questões distribuídas pelas disciplinas, sendo que cada questão contou com  (quatro) alternativas com letras de A à D e com uma única resposta correta, totalizando um máximo de 40 (quarenta) pontos, conforme o quadro abaixo.

Foi  reprovado na Prova Objetiva de Múltipla Escolha e, consequentemente, eliminado do  concurso o candidato que não fez o mínimo de 40% (quarenta por cento) do total de pontos atribuídos nas disciplinas de: Sociologia, Geografia, História, Legislação de Trânsito, Informática e Direitos Humanos e o mínimo de 50% (cinquenta por cento) da disciplina de Língua Portuguesa, bem como obteve nota ZERO em qualquer disciplina.

*Com informações do site Notícias Concursos

1 COMENTÁRIO

  1. Boa noite Senhores,
    A título de gratidão, vou deixar o contato da Advogada que me ajudou a ingressar na corporação.
    Pode ser que outras pessoas estejam necessitadas de ajuda.

    Tel. (21). 96691-1391
    Dra. Danielle Gama

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here