Governo do Rio de Janeiro implementará Centro Integrado de Comando e Controle na região da Baixada

O Governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou nesta segunda-feira (21), o investimento de R$ 15 milhões no Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública da Baixada Fluminense (CISBAF).

Composto por 13 municípios da região, além da cidade de Mangaratiba, o grupo é responsável pela construção do primeiro Centro Integrado de Comando e Controle (CICC-BF) fora da capital.

Os recursos são do Fundo Especial da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O governador do Rio, Wilson Witzel, destacou a importância da Baixada Fluminense ter um sistema integrado voltado exclusivamente à segurança pública.

“Sabemos o desafio que é reduzir os índices de criminalidade na região da Baixada Fluminense. Por isso, um Centro Integrado de Comando e Controle servirá para ampliar a capacidade das polícias Militar e Civil, que poderão utilizar, entre outras ferramentas, o sistema de reconhecido facial, que tem mostrado resultados efetivos na capital”, afirmou o governador.

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC-BF) será construído na Avenida Brigadeiro Lima e Silva, no bairro Jardim 25 de Agosto, em Duque de Caxias.

Recursos tecnológicos para gestão efetiva e integrada da segurança pública serão utilizados no prédio, nos mesmos moldes do CICC da capital, localizado na Cidade Nova, o que permitirá a conectividade entre os órgãos (além das polícias, Corpo de Bombeiros, SAMU e Guardas Municipais, entre outros).

De acordo com o governo do estado, o consórcio contará ainda com sistemas de inteligência, cinturão eletrônico, monitoramento por vídeo para regiões urbanas, redes de comunicação e usará softwares inteligentes de reconhecimento facial, placas e notas fiscais.

“O Centro Integrado de Comando e Controle é intermunicipal, haverá uma infraestrutura para cercar todas as rodovias, entre elas a BR 101, a Rio-Santos, a Dutra e o Arco Metropolitano. A ideia é realizar o monitoramento da região com equipamentos modernos e uma infraestrutura que permitirá a fiscalização de caminhões de cargas que possam estar transportando armas ou drogas”, explicou o presidente do CISBAF e prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis.

O CISPBAF tem o objetivo de conjugar esforços entre os municípios, com uma gestão associada de um sistema de segurança pública único entre as cidades, mediante a implementação de políticas públicas que visem à redução dos níveis de violência urbana.

Queda dos índices na região

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), os homicídios dolosos na Baixada Fluminense tiveram uma queda de 22,3% de janeiro a agosto deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado.

Em 2019, o latrocínio (roubo seguido de morte) teve uma redução de 16%, enquanto o roubo de veículos caiu 15,7%. Já o roubo a transeunte teve uma diminuição de 7%.

Segurança Presente na Baixada

Nova Iguaçu foi o primeiro município da Baixada a receber o programa Segurança Presente. A base da operação fica na Praça Rui Barbosa, no Centro.

Hoje ela conta com 96 agentes fixos, entre policiais militares e agentes civis egressos das Forças Armadas, além de três assistentes sociais. Duque de Caxias será a segunda cidade a receber o Segurança Presente, a ser lançado em novembro.

  • Com informações da Secretaria da Casa Civil


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below