Governo federal envia orçamento ao Congresso de mais R$ 110 bilhões para Forças Armadas

A proposta enviada tem um aumento de 4,7% em relação a 2020

blank
O orçamento para 2021, contempla a continuidade da aquisição dos caças Gripen E pela Força Aérea Brasileira (Foto: Saab)

Google News

O governo federal encaminha nesta segunda-feira (31) ao Congresso Nacional, proposta de Orçamento para 2021. A proposta incluirá uma previsão de R$ 110,7 bilhões para as despesas primárias do Ministério da Defesa (MD), um aumento de 4,7% (R$ 5 bilhões) em relação ao aprovado para 2020 (R$ 105,7 bilhões).

Destes R$ 5 bilhões a mais previstos para o MD, R$ 1,6 bilhão representa despesas não obrigatórias, e será destinado aos investimentos das Forças Armadas, tais como veículos blindados, submarinos e caças. Já os outros R$ 3,4 bilhões são referentes aos gastos obrigatórias (principalmente salários, aposentadorias e pensões).

Após 600 dias de Governo, Forças Armadas deram um salto de qualidade tecnológica

Em 600 dias do atual governo, as Forças Armadas deram um salto de qualidade tecnológica amparadas por investimentos de modernização em todos os setores. Este cenário de valorização da soberania nacional pautado pela defesa das fronteiras por terra, mar e ar faz parte do fortalecimento das Forças que há muito tempo estavam precisando de revitalização, para manter o padrão de fogo e mobilização, frente aos perigos externos de um mundo polarizado entre as superpotências da América e da Ásia Central.



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba em seu e-mail as últimas notícias do DefesaTV, é de graça!

Assista nosso último episódio: