Israel inicia resposta militar contra alvos do Hamas em Gaza

Imagem via IDF HAARETZ
Subscribe
Voiced by Amazon Polly

As Forças de Defesa de Israel iniciaram nesta segunda-feira (25) uma série de ataques contra alvos do grupo terrorista Hamas na Faixa de Gaza.

A operação militar é uma resposta ao lançamento de um foguete pelo grupo terrorista Hamas, que destruiu uma casa e deixou sete feridos numa área próxima à Tel Aviv.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, decidiu encurtar sua viagem a Washington por causa do ataque. Ele prometeu uma resposta forte contra o Hamas.

Alguns minutos atrás, Netanyahu celebrou a ordem executiva assinada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que reconhece a soberania israelense nas Colinas de Golã.

A área estratégica foi anexada pelos israelenses após a Guerra dos Seis Dias, em 1967. Na ocasião, o Exército de Israel saiu vitorioso após ser atacado por Egito, Síria, Iraque e Jordânia simultaneamente.

Os governos das cidades israelenses próximas à fronteira com a Faixa de Gaza abriram os abrigos antibomba como preparativo para a ofensiva do Exército, informa o Ministerio da Defesa.

De acordo com o Haaretz, o Exército israelense enviou duas brigadas de infantaria e blindados para o sul de Israel e está preparando a convocação de milhares de reservistas — a primeira em vários anos.

O Exército israelense informou nesta segunda-feira que começou a realizar ataques contra alvos do Hamas na Faixa de Gaza, horas depois de um foguete palestino ter atingido uma casa perto de Tel Aviv.

As testemunhas ouvidas pela Agência Reuters relataram explosões em Gaza pouco antes de os militares divulgarem a declaração. À Agência AFP, populares relataram ao menos dois ataques em um local pertencente à ala militar do Hamas no oeste da Faixa de Gaza.

Mais cedo, um foguete lançado do enclave palestino atingiu uma casa e feriu sete israelenses.

Após o incidente, as Forças Armadas de Israel (IDF) declararam que estavam reforçando sua presença militar na fronteira com Gaza e fariam uma mobilização parcial dos reservistas.

Com informações via IDF HAARETZ e AFP via Redação Orbis Defense Europa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here