Israel utiliza sistema de defesa aérea “Iron Dome” para interceptar míssil lançado contra as Colinas de Golã

Subscribe
Voiced by Amazon Polly

O sistema antimíssil de Israel “Iron Dome” (Cúpula de Ferro), interceptou neste domingo dia 20, um míssil no território ocupado nas Colinas de Golã, poucos depois que a Síria afirmou ter repelido um ataque israelense ao sul de Damasco. “Há pouco, um míssil foi disparado para as Colinas do Golã – território sírio ocupado por Israel desde 1967 – e foi interceptado pelo sistema de defesa aérea”, informou o exército israelense em comunicado militar. Pouco antes, a agência oficial síria “Sana” garantiu que as defesas antiaéreas da Síria repeliram um ataque de mísseis lançados por aviões de guerra de Israel contra alvos ao sul de Damasco. 

As bandeiras de Israel e da Síria são vistas na fronteira entre os dois países nas colinas de Golã (arquivo). — Foto: Baz Ratner/Reuters

Os veículos de imprensa oficiais sírios, no entanto, não apresentaram qualquer informação sobre possíveis danos em alguma instalação. Desde o começo do conflito civil na Síria, há oito anos, caíram ocasionalmente projéteis de fogo perdido em território israelense ou ocupado por Israel. A nação judaica, no entanto, sempre responsabiliza o regime sírio de Bashar al Assad de qualquer ataque proveniente da Síria. Além disso, a região das Colinas do Golã é a tríplice fronteira entre Síria, Líbano e Israel, um cenário frequente de tensão para este último pelo aumento da influência do Irã nos últimos anos, que apoia o regime do presidente sírio Bashar al Assad no conflito. 

Israel costuma atacar alvos da milícia xiita Hezbollah e do Irã na Síria, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, garantiu que manterá tal política depois que os Estados Unidos anunciaram a retirada de suas tropas do país vizinho. Netanyahu, que também é titular da pasta de Defesa, confirmou de forma excepcional o último bombardeio israelense de 11 de janeiro contra um armazém no aeroporto internacional de Damasco e outros alvos nos arredores da capital síria.

* Com informações da agência de notícias EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here