Jovens disputam partida de hóquei no gelo dentro de avião An-124 Ruslan (vídeo)

A Iniciativa celebrou os 90 anos da aviação de transporte militar da Rússia. Imagem ilustrativa com foto de Peter Bakema via Russian MoD.

Google News

Iniciativa celebrou os 90 anos da aviação de transporte militar da Rússia.

A aviação de transporte militar da Rússia celebrou seu 90º aniversário convidando jovens atletas para disputar uma partida de hóquei no gelo a bordo do gigante russo An-124 Ruslan.

A princípio, a imprensa havia noticiado que os próprios militares haviam organizado um jogo de hóquei a bordo de um An-124, mas depois descobriu-se que quem realmente testou a pista de patinação no gelo improvisada no compartimento de carga foram atletas de 13 a 15 anos.

A ideia do jogo partiu da prefeitura de Tver. Como eventos em grande escala estão proibidos, devido a pandemia do coronavírus, foi decidido motivar os jovens de uma forma diferente.

Cabe lembrar, porém, que a disputa transcorreu com a aeronave em solo.

Sobre o AN-124 Ruslan

O Antonov An-124 Ruslan (nome de código OTAN: Condor) foi durante um longo período o maior avião do mundo, isto antes da chegada do An-225. O An-225 foi desenvolvido a partir dele, com o intuito de transportar o ônibus espacial soviético Buran. Atualmente não detém mais o título de maior avião cargueiro, mas ainda tem grandes dimensões.

Desenvolvido inicialmente como cargueiro militar (para o transporte de tanques, tropas e lançadores de mísseis, entre outras coisas), o primeiro protótipo An-124 voou em 26 de dezembro de 1982. Um segundo protótipo, chamado Ruslan (um herói dos povos russo e soviético), fez sua aparição ocidental no Airshow de Paris em Junho de 1985, anteriormente ao seu primeiro voo comercial, que ocorreu em janeiro de 1986.

Desde então, o An-124 estabeleceu uma série de recordes. Sua maior conquista foi a mais pesada carga transportada por via aérea, comercialmente: um gerador de 124 toneladas, associado a outros itens alocados no seu interior, com um peso total de carga de 132,4 toneladas, no final de 1993.

Características notáveis incluem o nariz (que, na verdade, é a porta de proa do compartimento de carga), as portas do compartimento de carga de cauda e 24 rodas permitindo operações de pouso em asfalto, terra, grama e neve (desde que preparada para isso).

É o segundo maior avião produzido em massa. Ele perde apenas para o A380 da Airbus. Há mais de quarenta An-124 em serviço na Rússia, Ucrânia, Líbia e Emirados Árabes Unidos, entre outros países. Sua produção foi encerrada há alguns anos. Entretanto, ela será reiniciada e, até 2030, deverão ter sido entregues mais de cem novas unidades desse avião.

Ele também foi o avião com maior volume de carga transportada (1014 metros cúbicos) até a criação do Airbus A300-600 ST Beluga (1400 metros cúbicos). Atualmente, o maior avião de carga em volume transportado é o Dreamlifter da Boeing, com 1840 metros cúbicos. O compartimento de carga do Antonov An-124 tem 4,4 metros de altura e 36,5 metros (entre rampas) de comprimento. A rampa de proa (frontal) ainda deixa 2,10 metros utilizáveis e a de popa (traseira), 4 metros e meio. No total, temos 43,1 metros de comprimento. Já as larguras são, em metros, 6,4 na base, 3,996 no teto e 6,8 máxima. Ele também detém o recorde de mais longo voo feito por um avião! Ele decolou em maio de 1987 e, durante vinte e cinco horas e meia, voou 20.151 quilômetros sem reabastecer. Ele partiu com um peso total de 455 toneladas.

  • Com informações Russian TV, Russia Beyond e Russian MoD via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: