Jubileu de Ouro das Aeronaves Lynx

Foi celebrado no dia 21 de março o Jubileu de Ouro do voo inaugural do primeiro helicóptero da família Lynx, o WG-13 matrícula XW835

Google News

Fabricado pela empresa britânica Westland Helicopters, a família de helicópteros Lynx teve seu projeto iniciado ainda na década de 1960 com o objetivo substituir o Westland Scout e o Wasp (operado pelo EsqdHU-1 de 1965 a 1990).

Projeto audacioso que buscava espaço como helicóptero utilitário, chamou a atenção do mercado militar tendo sido desenvolvidos projetos para operação naval e operação sobre terra.

Ainda como um protótipo, uma aeronave Lynx quebrou o recorde mundial de velocidade de helicópteros ao voar a 173,7 nós, em 1972. O sucesso do projeto foi reconhecido com ordens de compra do Exército e Marinha Britânicos e da Marinha Francesa.

A Marinha do Brasil acompanhou a tendência e, junto com a compra das Fragatas Classe Niterói, adquiriu nove aeronaves Lynx Mk21, denominadas Sea Lynx e designadas SAH-11, dando origem ao 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque Anti-submarino (EsqdHA-1), em 1978.

Em 1986, o recorde mundial de velocidade de helicópteros foi novamente quebrado por um Lynx, que utilizando pás com a tecnologia BERP (British Experimental Rotor Programme), voou a 216,5 nós.

O desempenho e eficiência em operações qualquer tempo (QT) sobre o mar em navios dotados de pequenos convoos fez o Lynx ficar conhecido como o melhor helicóptero do mundo para navios pequenos, sendo a versão naval a mais fabricada e reconhecida mundialmente, tendo sido operada por Reino Unido, França, Alemanha, Dinamarca, Portugal, Coreia do Sul, Malásia e Argélia.

Aeronave AH-11B Wild Lynx, versão modernizada do Super Lynx, no convoo da Corveta “Barroso”

Ao longo de sua vida, os Lynx passaram por diversos testes em batalha, participando ativamente da Guerra das Malvinas, das Guerras do Golfo (Primeira e Segunda), da Guerra em Kosovo e da Guerra no Afeganistão.

Hoje, a MB opera as aeronaves Lynx Mk21B, denominadas WildLynx e designadas AH-11B, após passarem por um segundo programa de modernização desde a criação do EsqdHA-1. Dos oito helicópteros previstos em contrato, três já foram entregues, um está em processo de recebimento final no Brasil e quatro passam pelo processo de modernização no Reino Unido.

Acompanhando os desenvolvimentos tecnológicos, as aeronaves Lynx deram origem a uma nova família de helicópteros, os AW-159 WildCat, hoje fabricados pela Leonardo Helicopters e operados pelo Exército e Marinha Britânicos, pela Marinha da Coréia do Sul e pela Marinha das Filipinas.

  • Com informações da Força Aeronaval


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: