Justiça determina que Taurus forneça 704 novas pistolas à Polícia Civil de Goiás

(Foto: Polícia Militar)

A Justiça do Estado de Goiás, determinou que empresa de armamentos Taurus Armas S/A promova o imediato fornecimento de 704 pistolas novas à Polícia Civil do Estado de Goiás.

As armas foram adquiridas em 2015 via processo licitatório, com recursos do Ministério da Justiça e contrapartida do Estado de Goiás, no total de R$ 1,323 milhão, mas apresentaram problemas.

A decisão da juíza, Zilmene Gomide da Silva Manzoli, da 4ª Vara da Fazenda Pública estadual, partiu de uma ação civil pública proposta pela Procuradoria-Geral do Estado de Goiás (PGE), sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

A aquisição das pistolas ocorreu em julho de 2015 e, no processo, a PGE demonstrou que o Comando Logístico do Exército Brasileiro constatou irregularidades na fabricação do lote de armas produzido pela indústria, com indícios de modificação do projeto da pistola.

Além disso, constatou-se mau funcionamento de travas de segurança, mesmo problema que ocasionou disparos involuntários, inclusive tendo como vítimas policiais militares em Goiás.

“Tal atitude demonstra a existência de indícios de violação de compromisso assumido quando da obtenção do registro perante o Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados, compromisso esse de não modificar produto controlado com produção já autorizada, tudo conforme explicitado na alínea “e” do inciso VI do artigo 55 do R-105”, diz o relatório do Exército Brasileiro.

“As falhas, principalmente nas travas de segurança, implicam em evidente perigo à vida, à integridade física e à segurança dos policiais que as manuseiam, e da própria sociedade”, observou a magistrada ao conceder a tutela de urgência antecipada.

  • Por: Lecilane Tomazini, Mais Goiais

A Empresa Taurus, enviou nota:

A Taurus não foi intimada dessa decisão.

A Taurus já demonstrou no processo que inexistem os problemas no armamento fornecido e que o pedido de fornecimento de armas novas é incabível.

A Taurus tentou por todas as formas resolver de maneira consensual a situação com a Polícia Civil de Goiás e depois foi surpreendida com o ajuizamento da ação.

A Taurus demonstrará na ação a improcedência de todas as alegações do Estado de Goiás, bem como buscará responsabilizá-lo e seus agentes por todas as ações sem embasamento legal tomadas contra a empresa.



Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail