Marine Corps University premia Oficiais Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil

blank
Oficiais Fuzileiros Navais recebem prêmios após concluírem cursos realizados na Marine Corps University

Dois Oficiais Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil receberam, no dia 3 de junho, prêmios acadêmicos após concluírem com sucesso seus respectivos cursos realizados na Marine Corps University (MCU), nos Estados Unidos (EUA).

A MCU é a instituição de ensino do United States Marine Corps (USMC) responsável pela capacitação profissional dos Marines e, além disso, é credenciada pela Southern Association of Colleges and Schools Commission on Colleges para conceder titulação em programas de mestrado.

O Capitão de Mar e Guerra (FN) Luís Felippe Valentini da Silva, concludente do Marine Corps War College (MCWAR), curso equivalente ao Curso de Planejamento Estratégico da Marinha (C-PEM), foi agraciado com o prêmio American, British, Canadian, Australian, and New Zealand Armies Program, destinado ao melhor trabalho na categoria “coalizão e interoperabilidade”.

O oficial concorreu com outros 30 alunos, entre militares das Forças Armadas norte-americanas, servidores de instituições civis dos EUA e, ainda, oficiais estrangeiros.

Concludente do Command and Staff College (CSC), curso equivalente ao Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores (C-EMOS), o Capitão de Fragata (FN) Leandro Marinho Moreira recebeu o prêmio Brigadier A. W. Hammett Award, destinado a premiar a melhor monografia dentre os 30 oficiais-alunos estrangeiros do curso.

Além dos prêmios e cursos, os oficiais também concluíram seus respectivos mestrados. O Capitão de Mar e Guerra Valentini recebeu o diploma de mestre em Estudos Estratégicos, no curso MCWAR, e o Capitão de Fragata Marinho foi diplomado mestre em Estudos Militares, no curso CSC.

As premiações vêm reforçar um período de grandes êxitos alcançados por militares da Marinha no exterior, posto que, há menos de um mês, o Capitão de Corveta (FN) Adelton Ferreira Dias foi eleito o Instrutor do Ano do “U.S. Army Training and Doutrine Command”, quando obteve o título ao concorrer com instrutores de outros 16 países, entre eles, os próprios EUA.

  • Com informações do CCSM