Marinha da Indonésia detecta objeto durante busca por submarino desaparecido

Peça tem forte ressonância magnética e está a uma profundidade de 50 a 100 metros, o que significa que provavelmente veio do submarino

blank
(AP Photo/Eric Ireng)

Um objeto não identificado foi localizado no local das buscas por um submarino indonésio desaparecido com 53 tripulantes a bordo, cujo oxigênio deve acabar na madrugada de sábado (24) – tarde de sexta-feira (23) em Brasília –, disseram as autoridades.

Um navio da marinha da Indonésia detectou um objeto com “forte ressonância magnética” a uma profundidade de 50 a 100 metros, disse o general Achmad Riad, chefe da unidade central de informações do Exército, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (23).

A marinha indonésia espera que seu navio de guerra Riguel chegue à área de busca ainda nesta sexta, acrescentou Riad. O Riguel está equipado com um sonar de alta tecnologia e a marinha espera poder encontrar o KRI Nanggala-402, um submarino de fabricação alemã que perdeu contato durante um exercício militar no Estreito de Bali na madrugada de quarta-feira (21).

Austrália, Cingapura e Estados Unidos enviaram apoio na busca pelo submarino desaparecido. Nesta sexta, a Austrália informou que também enviará dois navios ao local.

“Os navios HMA Ballarat e Sirius, ambos atualmente no mar em operações regionais separadas, estão se dirigindo o mais rápido possível para a área de busca”, disse o Departamento de Defesa da Austrália, em comunicado.

O contra-almirante Mark Hammond, da força-tarefa australiana, acrescentou que seus pensamentos estão com os submarinistas do KRI Nanggala, suas famílias e o povo indonésio.

“Como sempre, estamos prontos para ajudar nossos companheiros da Marinha da Indonésia”, disse ele.

Os Estados Unidos enviaram aeronaves para ajudar na busca pelo submarino indonésio desaparecido, tuitou o secretário de Imprensa do Pentágono, John Kirby, na quinta-feira (22).

“Estamos profundamente tristes com a notícia do desaparecimento do submarino da Indonésia e nossos pensamentos estão com os marinheiros indonésios e suas famílias”, disse ele.

Kirby também disse que o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, falará com o respectivo secretário de defesa indonésio nesta sexta-feira (23) para discutir o que mais os EUA podem fazer para ajudar.

Esperanças diminuindo

O almirante Yudo Margono, chefe do Estado-Maior da Marinha da Indonésia, disse nesta semana que o submarino tem oxigênio suficiente para 72 horas, o que significa que duraria até sábado (24), no horário local, sem emergir.

Respondendo a perguntas sobre as condições do submarino antes de participar da simulação de guerra, Margono disse que o KRI Nanggala-402 e toda a sua tripulação estão bem preparados. A última ancoragem para manutenção foi em 2020 em Surabaya, uma cidade portuária na ilha de Java, disse ele.

Os militares suspeitam que um vazamento de óleo visto na aérea de busca veio da embarcação. Margono disse que a Marinha também encontrou um objeto a uma profundidade de 50 a 100 metros que era magnético, o que significa que provavelmente veio do submarino.

Margono disse que há duas possibilidades para explicar o derramamento de óleo na superfície: o tanque do submarino pode estar vazando porque a embarcação mergulhou muito fundo, ou o submarino liberou o fluido a bordo na tentativa de subir à superfície.

O porta-voz da Marinha da Indonésia, Primeiro Almirante Julius Widjojono, disse que o submarino tem a capacidade de mergulhar até 500 metros abaixo do nível do mar, mas as autoridades estimam que ele foi de 100 metros a 200 metros mais fundo do que isso.

  • Com informações da CNN Brasil