Marinha do Brasil anuncia retirada de 40 mil toneladas de minério do Stellar Banner

blank
Imagem via Cia Vale

A Marinha do Brasil (MB) informa que foram retiradas, até o momento (8), cerca de 40 mil toneladas de minério de ferro do Navio Mercante Stellar Banner. Os Batelões Leeuw e Jan Blanken estão operando em revezamento para retirar e descartar o material na área de despejo de forma segura.

Ainda está prevista a remoção de cem mil toneladas de minério de ferro para dar início a fase de reflutuação da embarcação. Esta operação ocorre sob a supervisão do Navio de Apoio Oceânico Iguatemi, cumprindo o Plano de Reflutuação e Salvatagem.

Este plano fora aprovado pelo Comando do 4º Distrito Naval e é fiscalizado pela Capitania dos Portos do Maranhão e pelas autoridades ambientais do Estado do Maranhão, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e Secretaria de Estado do Meio ambiente e Recursos Naturais.

Os órgãos e empresas envolvidas permanecem em estreita coordenação com a autoridade marítima, no intuito de solucionar o ocorrido com brevidade possível, obedecendo normas e procedimentos de segurança, priorizando a mitigação dos riscos à poluição e a navegação.

Atuação de pessoal e meios

Desde o início do resgate do Stellar Banner, cerca de 255 militares da Marinha atuam diretamente na operação. O órgão trabalha no local com um navio de apoio oceânico ‘Iguatemi’, um navio hidroceanográfico ‘Garnier Sampaio’, um helicóptero UH-15 e quatro embarcações da Capitania dos Portos do Maranhão.

Acidente com o Stellar Banner

O navio Stellar Banner sofreu duas fissuras no casco no dia 25 de fevereiro, logo após ter saído do Terminal Portuário da Ponta da Madeira em São Luís, com destino a um comprador em Quingdo, na China. A embarcação possui capacidade para 300 mil toneladas de minério de ferro e tem 340 metros de comprimento, o equivalente a dois campos de futebol.

Segundo a Capitania dos Portos do Maranhão, logo após identificar as fissuras no casco, o navio começou a afundar no Oceano Atlântico, a cerca de 100 km da costa do litoral do Maranhão. Por conta da situação de emergência, o comandante do navio emitiu um alerta e levou o Stellar Banner para um banco de areia.

O navio tinha 20 tripulantes, sendo 12 coreanos e oito filipinos. Após o resgate, seis estão ajudando na operação de salvatagem e seguindo as instruções da Capitania dos Portos. A Polaris informou que os outros 14 tripulantes da embarcação já estão em terra firme e devem ser repatriados.