Marinha do Brasil celebra 63° aniversário de criação da Força de Fuzileiros da Esquadra

A Marinha do Brasil (MB) celebrou no último dia 14 de fevereiro o 63º aniversário de criação da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE). A cerimônia militar fora presidida pelo comandante da Marinha, almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, no prédio do Comando da Divisão Anfíbia (Com DivAnf), no Rio de Janeiro-RJ.

Em 6 de fevereiro de 1957, por ordem do então presidente da República, Juscelino Kubitscheck, foi assinado o decreto de criação da Força de Fuzileiros. Este ato representou uma evolução no Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), uma vez que possibilitou a realização da projeção de poder sobre terra por meio de operações anfíbias.

O acontecimento fez com que a Marinha fosse inserida, no rol das forças navais que possuem tais capacidade. Com o passar dos anos, outras funcionalidades foram se agregando e, no presente, a FFE é habilitada para atuar na grande maioria das ações de guerra naval, desde conflitos armados até operações de caráter humanitário e de paz.

Comandante da FFE realizou a leitura da Ordem do Dia

Em sua Ordem do Dia, o comandante da FFE, vice almirante (FN) Paulo Martino Zuccaro, destacou a participação da FFE em diferentes atividades, dentre elas, as operações de paz sob a égide de organismos internacionais, as operações de Garantia da Lei e da Ordem, as operações humanitárias, em ações de apoio à defesa civil.

Seu destaque durante a leitura, fora para a Operação “Amazônia Azul – Mar Limpo é Vida!”, na qual a Força atuou no ano de 2019, ombro a ombro com outras organizações militares e entidades civis, em prol do monitoramento e limpeza de óleo do litoral e praias brasileiras.

“Mas o ano de 2019 trouxe um terrível e inédito fato, em que uma vez mais a Força de Fuzileiros da Esquadra foi empregada. Estamos falando do desastre ambiental que se abateu sobre parcela ponderável do litoral brasileiro, causado por um criminoso derramamento de óleo, que produziu uma crise de múltiplas dimensões e abrangência nacional. Operando ombro a ombro com seus irmãos: a Esquadra Brasileira, os Distritos Navais, o Comando Naval de Operações Especiais e o Centro Integrado de Segurança Marítima, a “Força que Vem do Mar” se desdobrou desde o Amapá até o sul da Bahia, na Operação Amazônia Azul – Mar Limpo é Vida!, a resposta contundente da Marinha do Brasil à agressão sofrida pelo país. Aliás, esta Força prossegue participando da terceira fase da operação e assim permanecerá enquanto for necessário”, enfatizou o vice-almirante.

“É imensa, portanto, a responsabilidade de todos nós que, hoje, somos incumbidos de preservar e ampliar esse extraordinário legado. Que este novo ano de gloriosa existência seja intenso e venturoso, como deve ser a trajetória de uma Força tão prestigiada e que encarna vigorosamente os valores essenciais de honra, competência, determinação e profissionalismo dos Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. Parabéns, Força de Fuzileiros da Esquadra! Viva a Marinha!”, finalizou o comandante da FFE.

Durante a solenidade, foi realizado a premiação de militares que vêm se destacando em suas carreiras, homenageando oficiais e praças que possuem mais dias de manobra e exercício, tempo de tropa, horas de mergulho e maior número de saltos.

Estiveram presentes à cerimônia diversas autoridades, dentre elas destaca-se o: antigo ministro da Marinha, almirante de esquadra Mauro César Rodrigues Pereira; o antigo comandante da Marinha almirante de esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o comandante de Operações Navais, almirante de esquadra Leonardo Puntel; o comandante Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, almirante de esquadra (FN) Alexandre José Barreto de Mattos; membros do Almirantado; o Presidente do Clube Naval, almirante de esquadra Eduardo Monteiro Lopes; antigos Chefes do Estado-Maior da Armada; antigos Comandantes de Operações Navais; antigos Comandantes Gerais do Corpo de Fuzileiros Navais; antigos Comandantes e Chefes do Estado-Maior da FFE; além de outras autoridades militares e civis, bem como membros da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais.

  • Com informações da FFE, Fotos: Francisco Veterano Alves

You may also like