Marinha do Brasil e suas Tradições Navais (parte 1)

Muitos desejam sempre, saber um pouco mais sobre o por que de certas tradições nas forças armadas. A Marinha do Brasil (MB) é um rico celeiro de tradições. Assim iremos estar trazendo e compartilhando com nossos leitores e seguidores, algumas dessas belíssimas tradições. Hoje começaremos pelos toques.

Os homens do mar, há muitos séculos, vêm criando nomes para identificar as diversas partes dos navios e designar a praxe de suas ações as quais, pela repetição, tornaram-se costumes. Naturalmente, muitas particularidades e expressões da tradição naval lembram, às vezes, aspectos da vida doméstica ou de atividades em terra.

Nota-se, no homem do mar, um respeito comum à tradição, a qual dá grandeza e que o vincula a um extraordinário ânimo patriótico e a uma grande veneração dos valores espirituais que o ligam à comunidade nacional onde teve seu berço. Vive, internacionalmente, a percepção que tem da Pátria, perto ou distante. É, como dizia Joaquim Nabuco, “um sentimento unitário, nacional, impessoal”.

A linguagem própria é um poderoso instrumento de aglutinação. Quando se serve a bordo, em navio de guerra ou mercante, deve-se procurar segui-la. A lembrança constante das razões dos atos e a sua explicação ou, quando for o caso, das versões de sua origem, promovem a compreensão, o incentivo e a incorporação da prática marinheira.

O Apito Marinheiro

Os principais eventos da rotina de bordo são ordenados por toques de apito, utilizando-se, para isso, de um apito especial: o apito do marinheiro. O apito serve, também, para chamadas de quem exerce funções específicas ou para alguns eventos que envolvam pequena parte da tripulação.

Ele tem sido, ao longo dos tempos, uma das peças mais características do equipamento de uso pessoal da gente de bordo. Os gregos e os romanos já o usavam para fazer a marcação do ritmo dos movimentos de remo nas galés.

Com o passar dos anos, o apito se tornou uma espécie de distintivo de autoridade e mesmo de honra. Na Inglaterra, o Lord High Admiral usava um apito de ouro ao pescoço, preso por uma corrente; um apito de prata era usado pelos Oficiais em Comando, como “Apito de Comando”.

Eram levados tais símbolos em tanta consideração que, em combate, um oficial que usasse um apito preferia jogá-lo ao mar a deixá-lo cair em mãos inimigas. O apito, hoje, continua preso ao pescoço por um cadarço de tecido e tem utilização para os toques de rotina e comando de manobras.

As fainas de bordo, ainda hoje, em especial as manobras que exigem coordenação e ordens contínuas de um Mestre ou Contramestre, são conduzidas somente com toques de apito. Fazê-lo aos gritos denota pouca qualidade marinheira do dirigente da faina e sua equipe.

O Oficial de Serviço utiliza um apito, que não é o tradicional, e serve para cumprimentar ou responder a cumprimentos dos cerimoniais (honras de passagem) de navios ou lanchas com autoridades que passam ao largo; mas, o cadarço que o prende ao pescoço mantém-se como parte do símbolo tradicional.

Os toques de apitos estão grupados, por tipos, em toques de: Continência e Cerimonial, Fainas, Pessoal Subalterno, Divisões e Manobras Ouça e efetue download de alguns dos toques de apito usados pela Marinha:

Continência e Cerimonial

:: ÁUDIO  :: DOWNLOAD
 Presidente da República

Comandante da Marinha

Autoridade que vence salvas de 19 tiros

Chefe do Estado Maior da armada

Comandante de Operações Navais

Comandante-em-Chefe da Esquadra

Oficial General Comandante de Força

Oficial General Comandante

Oficial General

Oficial Superior Comandante de Força

Oficial Superior

Imediato

Oficial Intermediário Comandante

Oficial Intermediário

Oficial Subalterno

 

Presidente da República

Comandante da Marinha

Autoridade que vence salvas de 19 tiros

Chefe do Estado Maior da armada

Comandante de Operações Navais

Comandante-em-Chefe da Esquadra

Oficial General Comandante de Força

Oficial General Comandante

Oficial General

Oficial Superior Comandante de Força

Oficial Superior

Imediato

Oficial Intermediário Comandante

Oficial Intermediário

Oficial Subalterno

:: ÁUDIO :: DOWNLOAD
 Acelerar

Alvorada (Faxina)

Arejamento de Andainas

Baldeação

Banho de Água Doce para a Guarnição

Banho de Mar

Banho de Sol e Ducha

Boys ao Portaló

Chamada de Oficiais

Chegar ao Local de Ordem

Cobrir Armamento e Holofotes

Continência à Bandeira com Corneta

 Continência à Bandeira

Continência entre navios

Contramestre

Cumprir Condições de Fechamento do Material

Descobrir Armamento e Holofotes

Detalhe Especial para o Mar (DEM)

Faina ou Manobra

Formar Companhia, Pelotão ou Contingente de Desembarque

Formar Divisões

Formar para o Cerimonial à Bandeira

Formar Serviço

Inspeção de Material

Inspeção de Rancho

Inspeção

Licenciados Formar

Mestre D’ Armas

Mostra de Pessoal

Mostra de Uniforme

Parada (Reunir Geral)

Posto de Suspender e Fundear

Postos de Abandono

Postos de Colisão

Postos de Combate

Postos de Continência

Postos de Incêndio

Postos de Voo

Quarto de Folga

Quarto de Retém

Quarto de Serviço

Rancho para Serviço

Rancho

Recolher Andainas

Render Rancheiro

Render Serviço

Revista Médica

Silêncio

Todos ao Vergueiro

Uniforme

Varrer e Arrumar o Navio

Volta

 Acelerar

 Alvorada (Faxina)

Arejamento de Andainas

Baldeação

Banho de Água Doce para a Guarnição

Banho de Mar

Banho de Sol e Ducha

Boys ao Portaló

Chamada de Oficiais

Chegar ao Local de Ordem

Cobrir Armamento e Holofotes

Continência à Bandeira com Corneta

Continência à Bandeira

Continência entre navios

Contramestre

Cumprir Condições de Fechamento do Material

Descobrir Armamento e Holofotes

Detalhe Especial para o Mar (DEM)

Faina ou Manobra

 Formar Companhia, Pelotão ou Contingente de Desembarque

Formar Divisões

Formar para o Cerimonial à Bandeira

Formar Serviço

Inspeção de Material

Inspeção de Rancho

Inspeção

Licenciados Formar

Mestre D’ Armas

Mostra de Pessoal

Mostra de Uniforme

Parada (Reunir Geral)

Posto de Suspender e Fundear

 Postos de Abandono

Postos de Colisão

Postos de Combate

Postos de Continência

Postos de Incêndio

Postos de Voo

Quarto de Folga

Quarto de Retém

Quarto de Serviço

Rancho para Serviço

Rancho

Recolher Andainas

Render Rancheiro

 Render Serviço

Revista Médica

Silêncio

Todos ao Vergueiro

Uniforme

Varrer e Arrumar o Navio

Volta

Espero que curtam bastante e aprendam os toques navais, assim em um evento vocês podem fazer a diferença.

Até à próxima…..

Fonte: Marinha do Brasil



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below