Marinha do Brasil realiza lançamento do segundo Míssil Antinavio Nacional de Superfície

Lançamento visto pelo Super Cougar
1.2kviews

A Marinha do Brasil (MB) lançou na quarta-feira (20), o segundo protótipo do Míssil Antinavio de Superfície (MANSUP). O lançamento foi realizado a bordo da Fragata “Independência“ e confirmou o correto funcionamento de vários subsistemas e de alguns aperfeiçoamentos realizados após o primeiro teste, ocorrido em novembro de 2018 a bordo da Corveta “Barroso”.  Durante o lançamento, foram feitas verificações adicionais no sistema de navegação, controle e guiamento do MANSUP, cumprindo com êxito a trajetória esperada, conforme verificado por meio dos dados da telemetria, também nacional, instalada no míssil e em unidades participantes da operação. Tais dados serão empregados adicionalmente como subsídios para o aperfeiçoamento do protótipo.

O evento aconteceu na área compreendida entre Rio de Janeiro e Cabo Frio e foram empregados três navios da Esquadra: o Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico”, o Navio de Desembarque de Carros de Combate “Almirante Saboia” e a Fragata “Independência”, de onde o míssil foi lançado. A operação contou ainda com o apoio do Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas”, do Comando do 1º Distrito Naval, que efetuou o lançamento do alvo, e das aeronaves Esquilo (UH-12), Super Cougar (UH-15) e Seahawk (SH-16), do Comando da Força Aeronaval.

Dois ângulos do momento do lançamento a bordo da Fragata “INDEPENDÊNCIA” (acima foto menor e foto maior)

O MANSUP será um míssil do tipo fire and forget para emprego contra alvos na superfície do mar (navios ou similares), sendo utilizado nas instalações de tiro dos navios da Esquadra. O Míssil está sendo desenvolvido pela Marinha em parceria com as empresas Avibrás, Siatt, Omnisys e Fundaçao Ezute. Todo projeto contribui para a criação de empregos diretos e indiretos no setor da indústria de defesa, fomenta o desenvolvimento tecnológico da indústria brasileira, garante a manutenção do Poder Naval e da soberania nacional e ainda inclui o Brasil no seleto grupo de países produtores de mísseis.

  • Com informações do Centro de Comunicação Social da Marinha

You may also like

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below