Marinha Francesa e Força Aérea Libanesa realizam exercício conjunto

O exercício foi conduzido pela FREMM da Marinha Francesa Auvergne, enquanto a Força Aérea libanesa, utilizou duas aeronaves A-29 Super Tucano

blank
Dois A-29 Super Tucano durante o exercício com a Marinha Francesa (Fonte da foto: Twitter do Exército Francês)

O Exército francês publicou em suas redes sociais, nesta quinta-feira (08), que a fragata FREMM multi-missão Auvergne conduziu um exercício ar-mar, conjunto com a Força Aérea libanesa.

Após uma série de evoluções táticas no mar, dois A-29 Super-Tucano da Força Aérea da Líbia (LNA) dispararam contra um alvo armado e lançado pela FREMM. A embarcação, é uma fragata da classe Aquitânia, da Marinha Francesa, e foi desenvolvida a partir do programa de fragatas multifuncionais FREMM.

O navio de 142 metros de comprimento, está equipado com mísseis Aster e Exocet MM 40, além de torpedos MU 90. As FREMM podem atingir velocidades máximas de 27 nós e ter um alcance de 6.000 milhas a uma velocidade de 15 nós. Sua tripulação é composta de 108 militares, com destaque para o seu destacamento aéreo.

As fragatas são amplamente armadas e equipadas com os sistemas de armas e equipamentos mais capazes, como nos navios franceses o radar multifuncional Héraclès, o Naval Cruise Missile, os mísseis Aster e Exocet MM40 ou os torpedos MU 90.

O A-29 Super Tucano, é uma aeronave turboélice de ataque leve projetada para contra-insurgência, apoio aéreo aproximado e missões de reconhecimento aéreo em ambientes de baixa ameaça, além de fornecer treinamento de pilotos.

A aeronave possui duas metralhadoras .50 “(200 tiros cada) nas asas. Cinco hardpoints sob a asa e fuselagem permitem até 1.500 kg de armas para a maioria das configurações. Estações externas permitem o carregamento e disparo de ar-ar de curto alcance mísseis da classe AIM-9.

Todas as estações podem ser carregadas com as bombas Mk 81 ou Mk 82 (convencionais ou equipadas com kits de orientação), lançadores de foguetes SBAT-70/19 ou LAU-68.

Ele é movido por um único motor turboélice de 1.600 SHP Pratt & Whitney PT6A-68/3 que incorpora FADEC (Full Authority Digital Engine Control) e EICAS (Sistema de Indicação do Motor e Alerta da Tripulação).

  • Com informações do site Navy Recognition
  • Tradução e Adaptação: DefesaTv