Mergulhador dinamarquês diz ter descoberto bombardeiro Lancaster no fundo do Great Belt

Embora ainda não haja confirmação devido à agitação das águas, a Marinha dinamarquesa parte do princípio de que o objeto encontrado no fundo do Great Belt corresponda as característica de um bombardeiro Lancaster da Real Força Aérea (RAF).

A Marinha dinamarquesa foi acionada neste domingo (15) depois que um mergulhador ter afirmado que se deparou com um objeto submerso no Great Belt, o estreito que separa as duas maiores ilhas da Dinamarca, a Zelândia e Funen; ao sul da ilha Langeland.

Desde que o mergulhador deu o alerta sobre a possivel existência de munições a bordo do da suposta aeronave, a Marinha dinamarquesa proibiu temporariamente o mergulho, a pesca, a navegação ou atraque na região.

“Provavelmente é um bombardeiro Lancaster que repousa sobre o leito do mar. O mergulhador disse que havia algo semelhante a bombas dentro”, afirmou Bo Petersen, do Serviço de Mergulho da Marinha, que é responsável pela desativação de minas e remoção de munições marítimas, à Rádio Dinamarca.

De acordo com Petersen, bombardeiros britânicos são raramente encontrados em águas dinamarquesas. A última vez que um bombardeiro foi retirado das águas dinamarquesas foi quando a ponte Grande Belt foi construída no final dos anos 80.

Condições que atrapalham inspeção

No entanto, devido as severas condições climáticas na região do Grande Belt, não foi possível ainda inspecionar mais de perto o achado. “Não podemos sair e verificar o que há, porque o vento é muito forte e as ondas muito altas”, explicou Petersen. Assim que estiver seguro, uma equipe de mergulhadores navais será enviada para averiguação.

“Mergulharemos até o naufrágio e faremos uma investigação minuciosa na área próxima à munição. Isso nos permite determinar se a área pode ser liberada ou se devemos descartar as munições para que a área esteja segura novamente”, ressaltou Petersen.

O Lancaster foi um bombardeiro britânico quadrimotor que entrou em produção em 1941 e foi amplamente utilizado pela RAF durante a Segunda Guerra Mundial. Um total de 7.344 Lancaster foram produzidos e após a guerra, alguns foram usados como aviões de reconhecimento até 1956.

  • Com agências internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below