MiG-31 russo intercepta outro RC-135W da USAF sobre o Oceano Pacífico

blank
Imagem de captura de tela de vídeo do Ministério da Defesa da Federação Russa.

Nesse dia 23 de abril de 2021, espaço aéreo da fronteira com a Federação Russa foi quase violado com o vôo de uma aeronave da USAF sobre as águas internacionais do Oceano Pacífico.

Para identificar a finalidade aérea e evitar a violação da fronteira do estado da Federação Russa, um caça MiG-31 foi despachado pelas forças de defesa antiaérea do distrito militar oriental.

A tripulação de caça russa identificou um alvo aéreo como uma aeronave estratégica RC-135W Joint Rivet da Força Aérea dos Estados Unidos e o acompanhou no Oceano Pacífico até sua mudança de rumo.

Após a mudança de curso da aeronave da USAF, o caça russo retornou em segurança ao aeroporto da base, e as Forças Aeroespaciais Russas declaram que o voo do caça russo interceptador foi realizado estritamente de acordo com as regras internacionais do espaço aéreo e que não são permitidas violações da fronteira estadual da Federação Russa.

Abaixo, vídeo com as imagens feitas pela tripulação do interceptador MiG 31 russo, que foi amplamente divulgada pelos canais de comunicação do MoD da Rússia e pelas redes sociais:

Recentemente em 16 de abril, outra aeronave do mesmo tipo foi interceptada também na mesma região pelas Forças Aeroespaciais Russas, conforme noticiado anteriormente, e, pelas matrículas exibidas e outros detalhes reconhecíveis, trata-se da mesma aeronave:

Caça Interceptador russo acompanha avião espião da USAF no Pacífico