Militares brasileiros capacitam militares colombianos em técnica de detecção canina

blank

Nos dias 5 e 6 de agosto, os militares brasileiros que integram o Grupo de Assessores Técnicos Interamericanos na Colômbia (GATI-CO), Major de Engenharia do Exército Brasileiro Cláudio Santos Bispo e Capitão-Tenente da Marinha do Brasil Gustavo Lopes da Silva Freitas conduziram a capacitação em técnica de detecção canina dos alunos que realizam o Curso de Monitor Nacional em Desminagem Humanitária.

Os oficiais brasileiros realizaram instruções teóricas para transmitir as exigências estabelecidas nas normas nacionais e internacionais que regulam a execução da gestão de qualidade dessa técnica. Além disso, coordenaram e conduziram, com o Centro de Treinamento Canino da Colômbia, instruções práticas que permitiram aos alunos conhecer todos os procedimentos necessários para a seleção, preparo e emprego dos cães nas operações de desminagem.

A participação da engenharia brasileira tem proporcionado um aumento na capacitação de militares colombianos para emprego na remoção de minas e promoverão uma maior segurança para que determinadas áreas do país voltem a ser ocupadas pela população.

Técnica de detecção canina
Os assessores técnicos do Brasil têm constatado que a utilização do cachorro é bastante eficaz para a desminagem de alguns territórios colombianos. Esse feito é possível pela agilidade, inteligência e facilidade que os animais apresentam durante o processo de adestramento e, também, pela boa disposição quando empregados nas operações.

O binômio desminador e cachorro detector de minas tem sido largamente empregado em operações de desminagem em toda Colômbia. Esse processo auxilia na localização e remoção de minas e artefatos explosivos em áreas consideradas de difícil acesso.

Fonte: GAT-CO