Militares concluem reunião intermediária de adestramento para Exercício Conjunto Meridiano

A reunião teve como objetivo orientar o planejamento, a execução e a avaliação das Ações com Tropas e Meios do Exercício Conjunto Meridiano 2021, a fim de mensurar e desenvolver as Capacidades Conjuntas

blank

No dia 7 de maio, militares do Ministério da Defesa (MD) e das Forças Singulares finalizaram a reunião de planejamento intermediária do Exercício Conjunto Meridiano.

O evento contou com a presença de Oficiais Generais do MD, dos Comandos Operacionais e da Direção da Escola Superior de Guerra (ESG), Campus Brasília. Na ocasião houve apresentação, pela Chefia de Operações Conjuntas, da versão final do corpo referente ao caderno de atividades das Ações com Tropas e Meios.

Nele ainda constam os Objetivos de Adestramento e as respectivas Ações Conjuntas, bem como as orientações para viabilizar a coordenação do exercício, buscando assim, a efetiva interoperabilidade entre as Forças Singulares.

Na sequência, o mais antigo de cada grupo apresentou o seu planejamento para realização do respectivo módulo (Meridiano-Dragão, Meridiano-Ibagé e Meridiano-Poti), com destaque para os meios que serão empregados.

blankA última apresentação foi feita pela equipe que trabalhou na proposta de metodologia de avaliação das ações conjuntas. Durante os cinco dias de trabalho, foram apresentados os meios a serem empregados pelas Forças, com maior detalhamento do tipo e quantidade; e um sensível avanço na metodologia para a avaliação das ações conjuntas do Exercício Conjunto Meridiano 2021.

Encerrando as atividades, os Oficiais Generais representantes do MD e das Forças Singulares assinaram uma ata com o entendimento para a entrega de outros produtos e prazos definidos. A próxima etapa preparatória do Exercício será a Reunião de Coordenação de Tropas e Meios, nos dias 4 a 13 de outubro.

Adestramento e Ações Conjuntas

O Exercício Meridiano será o maior exercício conjunto das Forças Armadas sob a égide do MD e possibilitará a avaliação e a mensuração de ações conjuntas, à luz de cenários e ameaças estabelecidos, que proporcionará um elevado aperfeiçoamento doutrinário e significativa interoperabilidade. O exercício ocorrerá de 25 de outubro a 17 de novembro do ano corrente.

  • Fotos: Antônio Oliveira/MD e Divulgação Forças Armadas 
  • Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)
    Ministério da Defesa