Militares da Fragata Independência recebem estágio a bordo durante viagem para o Líbano

blank

A Fragata Independência, que em 21 de abril irá assumir, pela terceira vez, a função de navio-capitânia da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL) zarpou de Natal (RN) no dia 13 de março em direção ao Líbano, após suspender do Rio de Janeiro, no dia 08 de março.

Durante essa travessia, um representante da Subchefia de Operações de Paz supervisionou as instruções do CPTM (Core Pre-Deployment Training Materials), referentes ao “pacote azul” da ONU, que foi ministradas por militares do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) e do Centro de Operação de Paz de Caráter Naval (COpPazNav).

Os militares da Fragata embarcados, foram instruídos pelos integrantes do CCOPAB e do COpPazNav, de acordo com as Instruções para Coordenação das Atividades de Preparo, Emprego e Repatriação do Contingente Brasileiro na Força-Tarefa Marítima na UNIFIL, no Líbano – ICAPER UNIFIL 2020.

Entre as instruções ministradas, destacam-se às relacionadas à Proteção de Civis e à Exploração e Abuso Sexual (SEA, sigla em inglês). Foi ministrada também uma palestra sobre o Coronavirus (COVID-19) a toda a tripulação do navio, seguindo as orientações transmitidas pelo Ministério da Defesa.

Destaca-se que nesse deslocamento, aproveitando a presença do Comandante e de alguns oficiais e praças do 1º Esquadrão de Escolta, ocorreram diversos adestramentos simulando algumas das atividades que serão conduzidas na UNIFIL.

Estão previstos, ainda, adestramentos similares ao longo de todo deslocamento até Beirute, incluindo o Exercício de Socorro no Mar (SAR) em Larga Escala.Foi possível constatar a motivação e o moral elevado da tripulação do navio em participar de uma Operação de Paz sob a égide das Nações Unidas.

Ressalta-se que, pela primeira vez, ocorre o embarque de 03 militares do segmento feminino que exercerão atividades operacionais e administrativas no navio-capitania da FTM-UNIFIL.

  • Com informações da Subchefia de Operações de Paz, Fotos: divulgação, via Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) do Ministério da Defesa