Militares de Israel que participaram das buscas em Brumadinho (MG) são condecorados

Bolsonaro condecora militares de Israel que participaram do resgate em Brumadinho (Twitter TV NBr)

O presidente da república Jair Bolsonaro, realizou visita nesta segunda-feira (1º) a sede da Brigada de Resgate e Salvamento do Comando da Frente Interna de Israel. Esta unidade enviou 133 pessoas, entre militares e especialistas, para os esforços de resgate as vítimas da tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. Bolsonaro condecorou a Brigada com a Insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul.

A honraria é a mais alta condecoração brasileira atribuída a estrangeiros e foi dada à organização como um todo. Durante a homenagem, que ocorreu na sede da brigada na cidade de Ramla. O presidente recordou-se de um resgate que participou quando era integrante do Exército Brasileiro. Um ônibus caiu em um rio que alimentava uma grande represa. Quinze pessoas haviam perdido suas vidas e estavam no fundo da represa”, contou.

“Como estava de ferias me voluntariei para participar do resgate. A represa tinha profundidade de 25 metros, água barrenta sem visibilidade”, disse, afirmando que chegou a se questionar se os esforços valiam a pena, já que não havia possibilidade de sobreviventes.

“O trabalho de vocês foi muito semelhante aquele prestado por mim no passado”, disse Bolsonaro aos brigadistas. “O trabalho dos senhores foi excepcional e fez com que os nossos laços de amizade se fortalecessem”, completou, agradecendo aos militares e ao premiê Benjamin Netanyahu pelo envio das forças.

O comandante da brigada, Tamir Yadai, agradeceu a visita do presidente. “Em nome de Israel e do Comando da Frente Interna eu gostaria de expressar nossos profundos pêsames as famílias e desejar que tragédias como essa nunca mais ocorram”, afirmou.

  • Com informações de agências de notícias nacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below