Militares franceses morrem em ação de resgate a reféns em Burkina Faso

blank
Militares franceses em Burkina Faso

Google News

Dois soldados franceses foram mortos durante uma ação de resgate noturno de quatro reféns estrangeiros (dois franceses, uma americana e uma sul-coreana) que eram mantidos reféns por um grupo militante descrito pelos militares de Burkina Faso como “terroristas”, diz a Reuters. Dois sequestradores escaparam.

Os franceses foram sequestrados quando faziam um safári no Parque Nacional Pendjari no vizinho Benin, na semana passada. O guia do safári foi encontrado morto, com o corpo crivado de balas, e seu veículo foi incendiado. A operação foi lançada antes que os turistas fossem entregues a combatentes do Mali. Burkina Faso fica entre os dois países.

O gabinete do presidente da França, Emmanuel Macron, disse que todos os quatro reféns estão em segurança. A operação era sigilosa.

“As ações precisas e determinadas de soldados franceses nos permitiram eliminar os sequestradores protegendo a vida dos reféns”, disse o chefe do Exército francês em comunicado.

Forças especiais francesas realizaram a ação na noite de quinta para sexta-feira (10), auxiliados pela inteligência dos Estados Unidos e por tropas da operação francesa Barkhane, mobilizada na região do Sahel para confrontar militantes islâmicos.

O governo francês havia desaconselhado cidadãos a viajarem a partes de Benin próximas da fronteira de Burkina Faso, onde o parque está situado, por causa do risco de sequestro.Porções do norte e do leste de Burkina Faso foram dominadas por militantes islâmicos, o que obrigou mais de 100 mil moradores a fugirem.



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here