Militares viabilizam a chegada de equipes de saúde e vacinas a comunidades indígenas do Norte

blank

Google News


Brasília (DF), 04/02/2021 –
A Operação Covid-19 permanece no compromisso de salvar vidas da população brasileira. Nesta quinta-feira (04), em apoio ao Ministério da Saúde, aeronaves da Força Aérea e do Exército levaram vacinas e equipes de saúde da Pasta para comunidades indígenas. Os militares transportaram, ainda, medicamentos para o estado do Amazonas.

Aldeias das regiões amazônicas do Médio Purus, Alto Solimões, Médio Solimões e Afluentes e Yanomami, em Roraima, receberam o imunizante e os profissionais de saúde. Equipe do 7º Esquadrão do 8º Grupo de Aviação, sediado em Manaus (AM), fez os transportes para as comunidades Igarapé Grande, Mamuri, Santa Rita, Igarapé do Índio e Paraíso, no Médio Solimões e Afluentes. Atendendo povos de etnia kanamari, em sua maioria.

A meteorologia adversa na região, especialmente no período de chuva, e a falta de pistas de pouso em algumas dessas comunidades foram os desafios enfrentados, segundo o piloto do Helicóptero H-60L,Tenente André Caldeira, da Força Aérea.

MD_NOTICIAS_20210204_NOT01_FOTO1.jpg

Militares do 4º Batalhão de Aviação do Exército foram responsáveis pelo transporte de imunizantes e profissionais de saúde para as comunidades próximas ao 1º Pelotão Especial de Fronteira – Yauretê, em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas.

O piloto da aeronave HM-4 Jaguar, Capitão Vandson, do Exército, disse que o pouso em áreas restritas exige o máximo da tripulação e do helicóptero. “Para essas missões, realizamos o constante monitoramento da meteorologia e fazemos planejamento detalhado do combustível a ser utilizado para ida e volta”, destacou o piloto.

MD_NOTICIAS_20210204_NOT01_FOTO2.jpg

O apoio logístico contou ainda com 14kg de medicamentos de Brasília para Manaus e transportou 9 cilindros de oxigênio líquido de Belém para a capital amazonense pelo avião cargueiro Hércules C-130.

Vacinação indígena

As vacinações dos povos indígenas iniciaram dia 19 de janeiro. Desde então, as Forças Armadas estão envolvidas no apoio logístico para a chegada dos imunizantes nas localidades de difícil acesso no País, por meio dos Comandos Conjuntos.

Até o momento, o Comando Conjunto Amazônia já apoiou a vacinação de mais de 9,4 mil indígenas, no Amazonas e Pará. O Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba deu suporte à vacinação de cerca de 2,2 mil indígenas. O Comando Conjunto Nordeste auxiliou a vacinação de 19,4 mil indígenas.

Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Saiba mais:

Operação Covid-19 entrega 3,8 toneladas de medicamentos ao Amazonas
Missões de amparo ao Amazonas somam mais de mil horas de voo
Em um único voo, Forças Armadas transportam para Manaus grande volume de oxigênio

Confira os destaques da semana:

 

Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071


blank



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here