Ministério da Defesa Britânico revela novos modelos de navios de assalto anfíbio

As tropas britânicas anfíbias de um futuro próximo poderão operar suas projeções de forças com um novo modelo de embarcação totalmente reformulada, seguindo aperfeiçoamentos que são resultados de pesquisas consideradas pelo “UK Naval Service“. O secretario de Defesa Gavin Willianson anunciou hoje a liberação de investimentos para o desenvolvimento de u,a nova classe de navios, que serão designados “Littoral Strike Ship“; que sera a futura plataforma principal de transporte naval para as tropas dos Marines, que também ajudara a formar o futuro Command Force, uma força expedicionária de grande porte dos Royal Marines do Reino Unido.

 

Na pratica esse tipo de embarcação já existe e é empregada como “ferrys boats” na navegação comercial já a algum tempo. O que vai ser novidade no final das contas será o aperfeiçoamento do projeto, com uso de materiais novos para a melhoria de relação pesoXresistência geral a cargas e corrosões, bem como a instalação de sistemas de armas defensivas anti-aéreas entre outros sistemas táticos próprios para operações militares. Na foto, o US MV Ocean Trader/Cragside.

O que é um “Littoral Strike Ship“?

Na definição; são navios multifunções que efetuam o transporte de tropas de Fuzileiros Navais, veículos de desembarque de varias categorias e helicópteros, entre outros equipamentos. Também serão equipados com modernos sistemas de comunicação e radares, para atuarem como plataformas de controle de trafego aéreo local e naval, assim como sistemas de defesa de ponto e de longo alcance como misseis anti-aéreos de nova geração.

Terão também hangares incorporados à estrutura da embarcação com capacidade para até seis helicópteros de médio porte e convoos de popa e centrais. Para comparação, temos na Marinha do Brasil os navios da classe “Round Table” também conhecido como classe “Sir Lancelott” que são os NDCC G-25 Almirante Saboia e o NDCC G-29 Garcia d’Avilla.

Irving Maritime Support Ship
The Canadian shipbuilder Irving also proposed something similar around 2016, the Maritime Support Ship, specifically aimed at HADR.


Uma das principais missões desses navios sera permanecer em bases distantes das Ilhas Britânicas, sempre em deslocamento ao redor do globo para que entrem em pronto emprego no caso de necessidade de operações táticas e/ou estratégicas das necessidades da Royal Navy ou dentro das operações da NATO/OTAN, seja com o emprego de tropas britânicas ou de aliados, bem como em caso de operações de evacuação humanitária.

  • Com informações do Ministry of Defense UK via Redação Orbis Defense Europa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below