Ministério da Justiça e Segurança Pública ativa Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Nacional

655views

Com objetivo de ampliar a troca de informações entre forças policiais e órgãos estratégicos de todo o país, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o secretário de Operações Integradas, Rosalvo Ferreira Franco, realizam nesta sexta-feira (3), a inauguração do Centro Integrado de Inteligência Nacional (CIISP-N).

O CIISP-N será responsável por nortear diretrizes e coordenar trabalhos que serão estendidos às cinco regiões do país. De Brasília, os analistas do CIISP-N trabalharão na missão de auxiliar na produção de conhecimento, direcionar metodologias, dar suporte integrado às atividades de rotina, situações emergenciais ou de crise, além de capacitação profissional.

O ministro Sergio Moro ressaltou que a iniciativa faz parte do conjunto de medidas relativas à integração das forças policiais do país que, segundo ele, é imprescindível para a segurança pública.

“Uma das principais medidas tomadas pela Pasta, foi a criação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Nós estamos aprofundando essa política, com a criação desses Centros de Inteligência, um para cada região. Foi inaugurado (este ano) o Centro do Nordeste, que teve um papel extremamente relevante na crise do Ceará. Nós recebíamos informes diários, ao a cada fato novo, que orientavam as ações policiais de repressão e prevenção no estado”, explicou.

Caberá ao CIISP-N elaborar diretrizes para garantir que os Centros Regionais sejam estabelecidos e operados de forma consistente, resultando em esforços de coordenação, parcerias reforçadas e melhorias de capacidades no combate ao crime organizado.

Além disso, ajudarão os administradores a desenvolver políticas, gerenciar recursos e avaliar os serviços associados ao centro integrado. Atualmente, está em operação o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública – Regional Nordeste (CIISPR-NE).

Com sede em Fortaleza (CE), o centro integra a base de nove estados da região. Para maio, está prevista a ativação do Centro Regional Sul que será sediado em Curitiba (PR), contemplando os três estados da região: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Até o final do ano, será entregue o da região Norte, com sede a definir. A principal função de cada centro é coletar, analisar e disseminar inteligência para tomadores de decisão dos estados e demais agências de inteligência de segurança pública.

“Esse modelo apoia a colaboração e promove um ambiente em que todos os níveis trabalharão juntos. A longo prazo, o fluxo integrado de conhecimentos será rotativo com o intuito de, por exemplo, obter informações sobre integrantes das organizações criminosas e antecipar estratégias preventivas”, afirma o secretário de Operações Integradas, Rosalvo Franco.

Estrutura

Para atender ao CIISP-N, os ambientes de trabalho da Diretoria de Inteligência da Seopi foram reestruturados. Além disso, houve a criação da Sala de Crise e da Sala NOC (Network Operation Center), para atender a situações específicas.

A primeira receberá o Comitê Gestor para a tomada de decisões estratégicas diante de situações emergenciais ou de crises.

Já a Sala NOC será destinada ao trabalho integrado e específico de analistas de inteligência para atuação diante de incidentes ou situações sensíveis que demandarem posturas pró-ativas, respostas imediatas do Estado ou o emprego de uma metodologia especializada.

Coordenação

As atividades serão coordenadas no âmbito da Diretoria de Inteligência da Seopi, em Brasília (DF), com tecnologias específicas de inteligência. Entre as competências da diretoria estão também a elaboração e a implementação de políticas de inteligência de segurança pública.

  • Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública

You may also like



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below