Ministro da Defesa de Portugal revela que país irá comprar seis navios-patrulha oceânicos

blank
Foto: RUI MINDERICO/LUSA

O ministro da Defesa de Portugal, João Gomes Cravinho, a bordo da fragata NRP “Corte-Real” (F332) que capitaneou a Força Naval Europeia (EUROMARFOR), falou com jornalistas após o encerramento do exercício naval CONTEX-PHILBEX 2019, que ocorreu entres os dias 21 a 28 de junho, ao largo de Troia, em Setúbal (Pt).

“A lei de programação militar foi publicada há uma ou duas semanas. Temos agora condições para começar a executar a lei. E o que a lei prevê é que ao longo dos próximos anos sejam adquiridos seis navios patrulha oceânicos. Vamos agora começar a trabalhar nos contratos e na adjudicação”, disse o ministro.

A despeito do exercício naval, o ministro da Defesa se disse satisfeito com a capacidade demonstrada pelas forças europeias. “É um exercício muito complexo e completo, envolvendo não só um conjunto diversos de meios da Marinha, como também de outras Forças Armadas, de Espanha, de França, dos Estados Unidos e de Itália”.

“Simulou-se aqui uma situação de multi ameaças, com luta antissubmarina, antiaérea, à superfície e operações de reabastecimento. É fundamental que as nossas Forças Armadas tenham esta possibilidade de fazer exercícios muito complexos, porque, quando estão em situação de ameaça real, é o treino que conta. E este tipo de exercício é extremamente valioso”, acrescentou.

  • Com informações do site Sapo24 (Pt)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here