Ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, passará para reserva no Exército Brasileiro

O ministro da Secretaria de Governo, general de exército Luiz Eduardo Ramos, comunicou nesta quinta-feira (25) que irá antecipar o fim de seu serviço ativo no Exército Brasileiro (EB) e passará para a reserva a partir do dia 1º de julho. O general ingressou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) em 1973.

Por meio de nota o ministro, explica: “No exercício do cargo de ministro de Estado chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República desde o dia 4 de julho de 2019, permaneci no serviço ativo, ainda que licenciado do Alto Comando Exército (ACE) e, dessa forma, apartado de todas as reuniões e decisões estratégicas e administrativas a ele relacionadas. Com esta decisão, afasto de forma definitiva e irrevogável, a possibilidade do meu retorno às lides da caserna, o que poderia acontecer até dezembro de 2021, como também, do recebimento de uma nova missão do Comando do Exército”.

Quando foi convidado peplo presidente da República, Jair Bolsonaro, a fazer parte do governo, o general exercia a função de Comandante Militar do Sudeste (CMSE).

O ministro disse ainda que aceitou fazer parte do governo “com a certeza inabalável de que integraria uma equipe reunida em torno do objetivo inalienável de mudar a história do Brasil e construir um futuro melhor para as nossas próximas gerações, sempre sob a direção firme e segura de Jair Bolsonaro, nosso presidente”, acrescentou.

  • Com agências nacionais


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Ninguém do DefesaTV está autorizado a entrar em contato com os leitores. Caso deseje de alguma informação envie um e-mail [email protected]

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!