Ministro profere Aula Magna a alunos do Curso Superior de Defesa

blank

Na manhã desta quinta-feira (18), o Ministro Defesa, Fernando Azevedo, proferiu palestra para os 188 integrantes do Curso Superior de Defesa (CSD). O grupo é constituído por estagiários e alunos dos Cursos de Altos Estudos da Escola Superior de Guerra (ESG), da Escola de Guerra Naval (EGN) e da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), além de civis de órgãos governamentais e militares das Forças Auxiliares.

Intitulada “O Ministério da Defesa e os seus desafios”, a Aula Magna ocorreu na Escola de Guerra Naval, no Rio de Janeiro e contou com a participação do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, entre outras autoridades civis e militares.

blank

Na abertura, o Comandante da Escola Superior de Guerra (ESG), Almirante de Esquadra Wladmilson Borges de Aguiar, destacou a oportunidade aos integrantes em ampliar o conhecimento sobre a atuação do Ministério da Defesa. “O incentivo ao estudo de temas ligados à defesa do Brasil, tanto no meio militar quanto no civil, é fator relevante para o nosso País, tendo em vista o seu papel primordial de liderança regional e na defesa de seus interesses nos cenários nacional e internacional”, enfatizou o Almirante Borges.

blank

Depois de um breve histórico sobre as Forças Armadas brasileiras, o Ministro Fernando Azevedo falou sobre a atuação da Marinha, do Exército e da Aeronáutica nos dias atuais. Citou as diversas operações em curso, como a de combate à Covid-19 e a Operação Verde Brasil 2, de repressão a ilícitos ambientais na Amazônia, que vem apresentando resultados significativos, como queda de 21% na taxa de desmatamento na região, no acumulado dos últimos sete meses. “A Operação Verde Brasil 2 tem resultado bastante expressivo porque caiu o nível de desmatamento com a nossa ajuda, atuando por meio da Garantia da Lei e da Ordem”, disse.

blank

O Ministro destacou ainda a necessidade do debate público sobre Defesa. Ele enfatizou que entender a atuação das Forças Armadas é fundamental para que elas cumpram a sua missão constitucional. Investir nos projetos de Defesa e recuperar a capacidade operacional das três Forças está entre os objetivos da Pasta.

Em sua exposição, o Fernando Azevedo também expôs sobre o papel constitucional das Forças Armadas e a base legal de Defesa. A Política Nacional de Defesa (PND) é o principal documento de planejamento da defesa do País. Ele estabelece objetivos e diretrizes para o preparo e emprego da capacitação nacional, com o envolvimento dos setores militar e civil, em todas as esferas de poder. A Estratégia Nacional de Defesa, por sua vez, pretende definir como fazer o que se determinou na PND, e o Livro Branco de Defesa Nacional apresenta uma visão geral da defesa e das Forças Armadas, tendo como principal propósito permitir transparência, promovendo assim a confiança mútua entre os países.

O segundo tempo da Conferência foi destinado ao debate com o público presente. As perguntas foram respondidas pelo Ministro Fernando Azevedo, Almirante Ilques, Brigadeiro Bermudez. Entre os questionamentos, a estagiaria da ESG, a Coronel-Médica Geórgia questionou sobre a instalação no Brasil de um laboratório de nível de Biossegurança nível 4. Ela indagou sobre o projeto que pode alavancar as pesquisas científicas nas Forças Armadas. O Ministro esclareceu que os estudos para o projeto estão adiantados, em razão da importância para as atividades de ciência e tecnologia das Forças, além da possível contribuição para o prosseguimento de pesquisas com vacinas.

  • Fonte: Ministério da Defesa/Governo do Brasil, por Lane Barreto com fotos de Alexandre Manfrim, via redação Orbis Defense.