MoD da Rússia nega testes com S-500 na Síria

Imagem ilustrativa via almaz-antey Russia.

Diversos sites especializados divulgaram que as Forças Aeroespaciais Russas testaram com sucesso o seu mais avançado sistema de defesa aérea, o S-500 Prometey, na Síria nessa quarta dia 02/10.

Mais tarde, o Ministério da Defesa russo comentou os relatos ao jornal Izvestia (um dos grandes divulgadores da noticia equivicada), afirmando que se tratou de um equìvoco jornalistico de “pseudos-especialistas” àvidos por notoriedade. Segundo o ministério, não há nenhuma necessidade de testar ou usar os sistemas S-500 na Síria pois tudo jà està sendo bem conduzido em territòrio russo.

“Os S-500 são destinados à luta contra alvos balísticos e aerodinâmicos a grandes distâncias. Não houve nem há nenhuma necessidade de testar e, especialmente, de usar os sistemas S-500 no território da República Árabe Síria”, declarou o ministério russo.

O ministério destacou que a defesa antiaérea russa na Síria, que inclui os sistemas S-400, Pantsir-S, TOR-M2 e caças Su-35S opera em toda a gama de altitudes e velocidades com boas taxas de sucesso quando solicitados para ação.

O S-500, que está sendo desenvolvido pela gigante russa de defesa Almaz-Antey, terá um alcance de até 600 km com recursos avançados de mísseis anti-balísticos (ABM).

As especificações técnicas dos sistemas S-500 permanecem em segredo, entretanto, há relatos de que os sistemas serão capazes de destruir alvos a mais de 600 quilômetros de distância e rastrear e atingir até 10 alvos balísticos à velocidade hipersônica de até sete quilômetros por segundo (Mach 20). O MoD da Rússia disse que não venderá o S-500 a qualquer país no futuro próximo, pois foi desenvolvido especialmente para as forças armadas russas.

A produção em série do S-500 começará na segunda metade de 2020, anunciou recentemente o chefe da Rostec Sergey Chemezov. Sabe-se que os elementos para Prometheus também foram testados com base no 185º centro de treinamento e uso em combate das forças aeroespaciais na região de Astrakhan.

O treinamento de oficiais especializados para Prometheus começou em 2017 na Academia Militar de Defesa Espacial Militar, localizada em Tver. A estrutura desta universidade inclui um centro de treinamento para forças antimísseis na cidade de Gatchina, região de Leningrado, e um centro para tropas de engenharia de rádio em Vladimir. Eles estão preparando equipes de combate para novos sistemas e sistemas antiaéreos.

Agora, as tropas estão testando um radar altamente móvel – “AWACS terrestre” com elementos de inteligência artificial. Ela é capaz de rastrear automaticamente várias dezenas de alvos. O sistema com alta precisão determina as coordenadas e os parâmetros do movimento de aeronaves e mísseis e também reconhece todos os tipos de aeronaves, dada a velocidade e localização. Um radar moderno se tornará o elemento principal em um sistema automatizado de controle de defesa aérea – está planejado usá-lo em áreas onde será necessário fortalecer o campo do radar.

  • Com informações do MoD da Russia e Izvestia via redação Orbis Defense Europe.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below