Naval Group ganha contrato da Marinha Australiana no valor de US$ 50 bilhões para construção de 12 submarinos

Voiced by Amazon Polly

Foi assinado nesta segunda-feira dia 11, um contrato entre os governos Australiano e Francês, na ordem de US$ 50 bilhões de dólares para a construção de 12 submarinos para a Marinha australiana, o que demonstra as ambições deste país no Pacífico. O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, elogiou um “plano muito ambicioso” em uma cerimônia que aconteceu em Camberra na presença da ministra francesa do Exército, Florence Parly, e lembrou que se tratava do “investimento mais importante da Austrália em matéria de defesa em tempos de paz”.

O Naval Group (ex-DCNS) foi escolhido em 2016 para projetar e construir 12 submarinos para a Marinha australiana, alcançando assim o “contrato do século” após anos de negociações. A empresa Naval Group, além de ser a responsável por projetar e construir os 12 submarinos, ela também irá montar o estaleiro para os submarinos. A construção do primeiro começará em 2020 e deverá de ser entregue em 2030. Críticos lamentaram que o contrato tenha demorado tanto a ser fechado, já que as águas ao norte e a leste da Austrália já sejam palco de uma dura batalha de influência entre Estados Unidos, China e as potências regionais.

Pequim tem pretensões territoriais no Mar da China Meridional, uma zona de navegação vital para o comércio mundial. A Marinha chinesa pretende projetar a influência do país para além dessas águas, especialmente no Pacífico Sul e Oeste, onde a Austrália foi por muito tempo o ator dominante. As ilhas do Pacífico são pequenas e menos vitais para o frete marítimo do que o Mar da China Meridional, mas suas zonas econômicas marítimas abrigam grande parte dos recursos marítimos do mundo.

  • Com informações da agência de notícias AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here