Navio Patrulha APA chega ao porto de Belém com dois dias de antecedência

Navio saiu do porto de Santos com uma cilindro de oxigênio de 54 toneladas, no dia 19 de janeiro e a previsão era de chegar a dia 28 de janeiro a Belém

blank

Chegou na noite desta terça feira (26) ao porto de Belém, o Navio da Marinha do Brasil (MB) transportando um cilindro de oxigênio de 54 toneladas, e que será envasado com 90 mil m³ de oxigênio líquido para abastecer hospitais na cidade de Manaus (AM) e que irá ajudar a população amazonense na crise em que o Estado se encontra.

O Navio Patrulha Oceânico (NaPOc) P-122 APA, saiu do porto de Santos no último dia 19 de janeiro e chegou ao seu destino com dois dias de antecedência. O Comando do 4° Distrito Naval (4° DN) apoiou a missão, em parceria com a Companhia Docas do Pará (CDP), que disponibilizou cais e guindastes, e a empresa White Martins, fornecedora do oxigênio.

blankO tanque agora será transportado em uma balsa, até Manaus, onde tem previsão de se chegar já na primeira semana de fevereiro.

A operação foi uma corrida contra o tempo. “A missão que nos foi dada, era de realizar o transporte de um cilindro de oxigênio pesando 54 toneladas,  do porto de Santos até Belém o mais rápido possível, para apoiar a emergência que está passando nosso povo amazonense. Nossa missão foi abençoada por Deus, digo isso porque, saímos de Santos no dia 19 de janeiro a noite, com previsão de chegada a Belém no dia 28 de janeiro e estamos chegando hoje, com dois dias de antecedência.”, falou o comandante do NaPOC APA, capitão de fragata Luiz Ricardo Batista Ramalho, sobre a missão desempenhada pelo navio APA.

blankDesde março, as Forças Armadas apoiam as medidas do Governo Federal voltadas para reduzir os impactos do surto do novo coronavírus, permanecendo em condições de disponibilizar recursos operacionais e logísticos quando se fizerem necessários. A atividade faz parte da Operação Covid-19, promovida pelo Ministério da Defesa, para mitigar as consequências da Covid- 19.