Navio Polar Almirante Maximiano encontra destroços compatíveis com C-130 da Força Aérea do Chile

O presidente da República, Jair Bolosnaro, por meio de sua rede social publicou que o Navio Polar Almirante Maximiano da Marinha do Brasil (MB), recolheu itens pessoais e destroços compatíveis com a aeronave C-130 Hércules, da Força Aérea do Chile (FAC).

As partes do avião e os objetos estavam a aproximadamente 280 milhas náuticas (518 km) de Ushuaia, na Argentina. A postagem do presidente se baseia em nota emitida pelo Ministério da Defesa (MD):

O Ministério da Defesa informa que o Navio Polar Almirante Maximiano, da Marinha do Brasil, recolheu por volta das 15h45 (horário de Brasília) itens pessoais e destroços compatíveis com a aeronave Hércules C-130, da Força Aérea do Chile, que estava desaparecido desde a madrugada de terça-feira (10). As partes do avião e os objetos estavam a aproximadamente 280 milhas náuticas (518 km) de Ushuaia, na Argentina. O navio da Marinha do Brasil permanece na área de busca em ações coordenadas com autoridades chilenas e duas lanchas do navio continuam a recolher destroços.